segunda-feira, 4 de maio de 2015

ele na minhas memorias

...
é uma daquelas postagens "hippies" que ninguém se importa


(essa postagem é boba)
Eu me lembro da primeira vez que eu vi ele...
Era um dia de calor, eu estava perdida no pátio e no meio de tanta gente... Quando eu, por acidente, apenas olhei para cima... E ele estava lá... Eu penso nesse momento todos os dias... Fica voltando na minha mente, e eu fico pensando que se eu não tivesse olhando para cima naquele dia nada disso teria acontecido... Era só eu ter andando para outro lugar ou ficado com a cabeça baixa... Mas eu olhei para cima... É uma das memorias que eu tenho dele... Eu não podia ver o rosto dele naquele momento mas algo me chamou atenção ali, e foi a à partir dali que um novo capítulo da minha vida começou... Eu não deveria ter olhado para cima...

Eu não sei como aconteceu... Não sei como foi acontecendo... Mas aconteceu... Ele entrou na minha vida e em tudo que ele tocou ficou destruído... Por mim mesma... E quando a era acabou, ele saiu da minha vida... Da mesma forma que entrou... 

Ele tinha olhos castanhos claros que as vezes pareciam amarelos... Como a luz artificial... Lembro de quando nós passávamos pelas ruas as luzes dos postes refletiam nos olhos dele, o sorriso dele era perfeito... Oh serio, os dentes dele eram bem estruturados, ele tem um belo conjunto de ossos do rosto, nunca perguntei se ele usou aparelho... por mais que eu ficava encantada com os dentes dele... Ele era alto, muito alto, toda vez eu imagino beijos sinto meu pescoço erguendo e meus eu ficando nas pontas dos pés


E a imagem da minha mão nas mãos dele... Essa é outra memória... No começo eu era tímida demais para fazer contato visual... Então eu olhava para baixo e via as mãos... Ele tem mão feias... Mas eram lindas... Não sei explicar...

Hoje amanheceu chovendo e foi assim que eu comecei a escrever essa postagem... Acordar cedo para ir na academia e me deparo com litros de água vindo do céu... hehehehe... Dia chuvosos são a outra memória... A maior parte dos nossos encontros aconteceu no frio, e na chuva... ... Eu sempre penso nele na hora de acordar e antes de dormir, mas no dia de chuva eu penso nele o dia todo, a sensação do frio e aquele desejo junto com necessidade de encontrar calor no corpo humano dele, é como se meu próprio corpo deixasse de produzir calor para encontrar no dele... 


Não me lembro ao certo de como ele é, por um tempo eu sempre tinha impressão de que ele estava em algum lugar na multidão, em volta de mim... Mas o tempo passou e eu perdi muitas memorias... Eu lembro de partes dele, mas não o suficiente para montar o quebra cabeça, eu nunca mais procurei ver fotos dele para o meu próprio bem
E ele provavelmente mudou... Eu mudei também... Mas nem tudo mudou...

Faz muito tempo que eu não vejo ele... Faz mais de uma ano, eu acho... A ultima vez que eu tive contato com ele eu prometi que não ia desistir dele... E no dia seguinte... Eu desisti... E a partir dai é como se cada dia fosse mais um passo longe dele, mas hoje toda vez que eu tenho olhar em direção dele eu vejo um grande muro e algumas memorias tristes...

Eu poderia ir atraz dele... Mas eu sei o que aconteceria... Ele diria o de sempre "você é especial de certo modo para mim, mas você precisa continuar sem mim, nada mais entre a nós pode acontecer, me desculpe"... (nunca peça desculpas por isso) 
...
E isso me faz odiar ele... Me vem uma resposta de "auto-proteção" que é o ódio... Odiar ele é melhor que sofrer de amor... (oh não, hehehehehe)... É quando eu começo a odiar todas as memorias e ver ele como um grande erro... Então eu começo a culpar ele por tudo... A culpa pelo dia amanhecer chovendo é dele, a culpa desse frio é dele, a culpa das lagrimas é dele, a culpa dessa raiva é dele, eu sinto raiva por ter perdido oportunidades de estapear a cara dele, de poder gritar com ele e dizer o quanto eu odeio ele, tenho vontade de entrar na minha própria cabeça e rasgar tudo até que não sobrasse mais nada em relação a ele... Mas eu não posso e a culpa é dele... ... ...Mas se eu não tivesse olhado para cima... Eu só queria apagar ele, de uma forma que ele deixasse de existir da minha mente, sem que um dia eu acordasse me perguntado aonde ele esta, se ele esta bem, porque ele não esta aqui e essa falta de resposta machuca muito
...
...
Oh... Isso é complicado...
É complicado querer alguém...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...