segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Sem culpa, sem remorso: A vida após a grande merda

Eu lembro da Suzane von Richthofen como um dos bichos papões na minha infância...
Falaram tanto dela no Brasil... ela ficou nos noticiários e retrospectivas por anos (naquelas épocas as retrospectivas pegavam realmente notícias, ao invés de falar de celebridades que não vão existir daqui 3 anos), era ela e o 11/9, um dos assuntos que assustaram o Brasil...
Isso acontecia, e ainda acontece, isso de um filho ser rebelar contra os pais, na sua forma máxima, o ultimo nível da traição, a literalmente facada pelas costas... mas pelo pior motivo (que poderia ser), por algum motivo fútil e passageiro... Sabe, matar os pais por causa de dinheiro, amigos, namorado... Algo que vai e volta, e que o idiota pode não enxergar no momento o quanto aquelas coisas ou aquelas pessoas não valem nada...
Mas ela chocou uma época inteira, sua face ainda assusta... E por que ela?
Vamos dizer que naquela época as pessoas ainda eram sensíveis a violência... Será isso? A desgraça não era tão comercializada como hoje? Eu era muito nova para confirmar isso hoje... Mas ela se tornou a grande referência, toda vez que esse caso acontece, seu rosto é estampado ao fundo, como se ela fosse a grande embaixadora da rebeldia mortal...



A história é triste e bem conhecida... É algum filho de pais que o mimam, e que dão apoio suficiente, o filho tem dinheiro e carinho, é sempre assim, os pais podem não ser ricos, mas trabalham para mimar a criança... Mas algo falta, nessa coisa de dar esse tipo de apoio, nessa “preocupação seletiva”, tem coisas que passam despercebido, que é a formação do caráter da criança, que acaba por acontece lá fora, com outras pessoas, longe do alcance dos pais, ou até mesmo dentro do radar, por baixo da zona do helicóptero dos pais, mas eles não veem acontecendo, não veem coisas ruins se solidificando em suas mentes...

Essa primeira parte da história é bem comum, ainda mais hoje em dia, já que as crianças abandonadas de ontem, são os pais de hoje, os pais se importam cada vez menos com esses detalhes, e as crianças cada vez mais solidificam o caráter em um lugar perigoso... Mas o que o filho faz no futuro que muda... A maior parte dessas crianças fica deprimida, depressiva, não entende certas coisas, ou
entende como outras, alguém não estava ali para ensinar... (sim, tem muita gente que mesmo não tendo pais como esse tipo de apoio, e sobe influencia ruim, mas mesmo assim não se tornam ruins... Isso são pessoa boas e racionais... Nem todo mundo do mundo é assim... E adivinha quem faz mais barulho? A pessoa que vai trabalhar, ou a que se joga no chão e fica no caminho?)
A criança se torna adolescente e começa a sentir a pressão do que é viver em sociedade, elas querem experimentar e sair, ter amigos, fazer coisas... E os pais dizem não, sem explicar o porquê, apenas botando as expectativas em jogo, “já que te dei tudo, você me obedece”, não questione... E ai elas escolhem, obedecer os pais, a imagem da autoridade, ou a vida lá fora... E a maior parte escolhe a vida lá fora, passa por cima dos pais, os engana, mente, os tapeai, e vai viver a vida, amar coisas fúteis e passageira... Na verdade é apenas paixão, aqueles "amores" morrem quando completam um tempo, namoros que não duram meses, amizades que não aguentam a verdade
Mas um fenômeno que acontece de forma rara, mas acontece, algo nasceu de errado na criança, ela nasceu psicopata ou esquizofrênica, e os pais não estarem ali em certos momentos faz esses problemas aflorarem... Na nossa sociedade, muita gente com desvios psicológicos ficam por anos sem dar problemas, até morrem sem nunca dar algum sinal... Mas umas dessas crianças tem esses problemas que vem à tona, o monstro interior toma forma e domina o exterior...
Esse fenômeno é quando esse ser vê os pais como um grande obstáculo para sua felicidade, na qual deve ser removido, e não vê problema de fazê-lo, a criatura entra em estado de egoísmo puro, e ataca os pais... No mínimo roubos, manipulações e golpes que fazem diferença na financeira de uma
família inteira, tudo para dar prazer apenas a uma pessoa... E em seu máximo agressões... E até a morte de alguém...
Nós daqui não somos normais, eu não sou, olha para mim, estou esperando ainda o 21/12/12 acontecer com aliens (serio, acho que os maias se atrasaram, só um pouco), mas matar alguém... E... Matar alguém que seja da sua família... Uma pessoa na qual nunca que atacou, nunca te tratou de forma cruel... Isso é um nível de loucura inesperada, ou melhor, nem loucura é, não tem espaço em nossa sociedade um nome passa isso
Suzana fez seu namorado e um amigo, que também são uns malucos por aceitarem participar disso, matarem os próprios pais dela, a pauladas, enquanto dormiam, de forma cruel... Tudo pela paixão dela, para ficar com ele, já que os pais não queriam aquele cara na vida dela, e pelo dinheiro também...
Mas olha... Pensar que alguém, mesmo que você goste da pessoa, que ela suma, porque você anda não suportando sua presença, é normal, até mesmo desejar a morte de alguém, imagina-la chutando a quina na mesa, ajoelhando de tanta dor e morrer do coração, é normal, todo mundo já teve um momento desse, que depois passa... Mas faz isso... Tornar esses pensamentos sombrios reais, planejar isso... Isso que diferencia...
Quando você está fazendo uma grande merda, e percebe a merda que está fazendo, o que você faz? Você chora, entra em desespero, pensa no que está fazendo, mas você para, ou diminui a velocidade, mas não continua, ainda mais se aquilo prejudica alguém... Gente sem cabeça se joga na frente da merda e ferra todo mundo (bem, em outros casos)... Mas... Olha essa situação... A pessoa planeja a morte de alguém, pega armas, conversa com pessoas sobre isso, vai na hora planejada lá, vê a pessoa desprevenida, e ataca... Ataca, ataca, ataca... Até que que a vítima perca a consciência, ou até que esteja morta... Olha essa linha, a merda se formando, e a pessoa dando continuidade, sem pensar na outra pessoa, sem ver consequência, só pensa em um bem próprio surreal e egoísta... Sem parar... Vê isso?

A vida após uma grande merda
Mas o que nos diferencia deles (total), é o que acontece depois, é a falta da consciência suja, é acreditar que vai sair ileso, que é tão esperto, que poderá manipular a todos, que vai conseguir, que merece conseguir sair sem consequências... É a pessoa se pôr em uma posição acima de todas, acreditar que teve algum direito, que não pode ser julgado ou condenado... Que seria injusto pagar pelo que fez...
Todo mundo sabe o que é polícia, mesmo que a nossa está abandonada pelo governo, todo mundo já assistiu algum episódio de CSI, ou algo do tipo, sabe o que é investigação, sabe que tudo que você faz deixa um rastro, um dna ou pegada para traz... Mas eles acreditam tanto em si mesmos, tanto no quanto podem manipular, que atravessam ou ignoram o fato que podem ser pegos... A maior parte das pessoas não fariam algo de ruim por causa disso, pelo medo da mão da justiça, mas eles se veem acima até mesmo disso...
O pior é essas pessoas nunca se sente realmente culpadas pelo que fez, diretamente... Elas se sentem mal por elas mesmas, por terem sido pegas, por estarem pagando por isso... Não existe remorso por tirar algo de alguém, por prejudicar pessoa, e sim por ter feito, por estar pagando por isso
Por isso elas não mostram sentimentos quando falam do que fez, se choram, choram quando falam delas mesmas, por estarem presas ou sendo julgadas pela nossa sociedade, as lagrimas caem aguadas, sem gosto, porque não existe sentimentos ali. Por isso que quando entrevistam pessoas como Suzana você vê algo estranho, pessoas que parecem inteligentes, que se mostram bem gesticuladas, que fazem de tudo para te convencer de que é inocente, e tratam o que fez como alguma coisa, e não demonstram grande sentimento pela vítima, apenas uma pressa enorme em sair, em ser livre...
Me fala se pessoas como essa são seguras em nossa sociedade, se ela não tomou a lição do que fez, se não ouve culpa direta, quem garante que não faram de novo, e dessa vez de modo mais inteligente, escondendo rastros, sabendo o que devem fazer, já que sabem o que acontece... Você se sentiria segura morando do lado de alguém como Suzana? Se sentiria segura de errar em sua frente, de ser uma amiga aberta, sem medo de manipulação, de um ataque surpresa, de ter coisas perdidas... De mostrar suas fraquezas, como funciona sua vida? De deixar entrar na sua casa, de conhecer como é lá dentro?
Pois saiba que não demora algum tempo, até que gente como ela esteja livre de novo... Mais perto do que você imagina...



2 comentários:

  1. Eu lembro desse caso na TV de todos os meus vizinho comentando...Lembro do dia que tive um pesadelo com essa guria ela corria atrás de min e de um coelho vestida de Samara Mogan dizendo "eu não matei meus pais"
    Graças a Deus tiraram esse caso da TV hehehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ela sair da prisão vão fazer dela um celebridade, então se prepare heheheheheh

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...