terça-feira, 25 de outubro de 2016

Tomando uma atitude diferente, maa levando o mesmo julgamento





Pelo menos nos primeiros anos eu era uma aluna bem dedicada, antes do bulliyng tomar uma proporção insuportável, eu me focava nos estudos o máximo que eu podia... Mas eu sempre caia nas piores salas, com os piores alunos... Não sei que sorte era essa, mas desde o inicio dos meus tempos de aluna, eu caia nas salas que mais davam dor de cabeça, parecia que juntava a caca de satanás e jogava em uma sala... E teve vezes que eu tirei a sorte maior de estar na pior sala de todas, eu estou dizendo daquela sala que os professores rezam pra qualquer deus antes de entrar... Imagina eu então?


* A babaca da diretora, uma mulher que eu peguei raiva mesmo, tinha uma jeito horrível de condenar a escola, tanto que aquilo fica um lixo quando ela está na ativa como chefe daquele hospício... quando outra pessoa pegava a direção as coisas mudavam, ou seja, alguém realmente fazia alguma coisa (que não seja ferrar mais ainda)... Serio, a maluca chegavam quase 3 horas depois da escola começar as atividades, só sabia andar por ai e dar alguns gritos (sabe Christina Aguilera, nunca vai gritar tanto quanto ela, mas pensa numa voz rouca e irritante)... E muita gente tinha uma sensação de que ela defendia os piores alunos (fofocas diziam que era porque o filho dela era terrível, e meio que ela sentia uma certa compaixão pelos demônios da escola... Quem cria cobra acaba criando gosto pelo bicho)... Bem... uma das táticas dela para tentar melhorar aquele fim de mundo foi espalhar os alunos pelas salas... Só que como quem queria estudar mesmo era pouco, ao invés de nos concentrar em um canto para ficarmos em paz, ela nos espalhou nas salas, meio que eram 4 alunos bons contra 36 alunos ruins em uma sala (isso foi para aumentar a media de notas da merda toda?), era horrível, ninguém fazia silencio, ninguém respeitava, os alunos bons ou eram corrompidos pela bagunça, ou ficavam excluídos e ou serviam para cola... Ou sofriam bullen... Era horrível... E nesses ela me mudou denovo por causa da melhora da minha antiga sala, e me mandou para a pior, aonde eu sofri agressões por mais de 3 anos SEGUIDOS... Eu odeio essa mulher... Serio, eu ia todo dia pedir para ela me trocar de sala, me devolver para a antiga sala e a filha da puta dizia que não podia, como não sua desgraçada!? você é a porra da diretora desse lugar! aí quando eu chorava demais, ela chamava a pessoa que estava me provocando e dizia quase nada, e então ria da minha cara... (todo mundo me zuava na antiga sala, eu não ligava por poder ignorar, na tal da "nova" sala eu não conseguia estudar)... Juro para todas vocês, se um dia eu tiver dinheiro vou processar ela sem dó, porque não só eu passei por isso, só espero que ela não morra de velhice até lá
Ai caramba... Fugi aqui... Olha o título... Do que eu estava falando?
Ah...

Tinha uma professora que era uma das mais desrespeitadas, acho que era porque ela não tinha voz nenhuma, no sentido de força, ela era uma senhora que era a imagem da delicadeza e fragilidade, a voz dela era baixa, os olhos escuros dela pareciam longes e perdidos, sua pele negra tinha um cor pálida e usava roupas em cores bem leves, era uma mulher bem simpática, e era legal demais... Demais mesmo... E isso ferrou com ela... Ela não conseguia dar aula em muitas salas, porque ela era muito "legal"... Ela não gostava de gritar ou brigar, ela amava dar aula, amava falar... Só que foi fazer isso em escola pública?

 Nas aulas dela ninguém a escutava, todo mundo colocava a sala para baixo, já que ela não se exaltava, as pessoas chegavam a sentar na mesa dela, a zombar dela na face dela... Tudo que ela fazia era continuar, ela falava ao meio dos gritos fingindo não ouvir, eu mal podia ouvi-la, mas ela continuava falando, mesmo com os gritos eu aprendi muita coisa com ela, e sempre fazia todos os trabalhos...  Eu era praticamente a única que fazia as provas e trabalhos, porque nem isso os filhos da puta dos outros alunos faziam, apenas conversar e aproveitar o tempo...
E sabe o que aconteceu?
Ela não olhava nada...
Ela dava a mesma nota para todo mundo... 7... Para todo mundo... Não importava o quanto você não fazia, sua nota era 7... Até eu que fazia tudo... E eu ainda me esforçava...
Todos os bimestres, eu estudava, eu fazia, eu corria atrás, e eu tirava a mesma nota de todo mundo...
Ah... Merda...


...
A coisa das notas é um modo de avaliar o seu desenvolvimento e empenho na escola, o que deveria contar é isso, não você saber o que é uma raiz quadrada, mas sim você ter capacidade de entender coisa complexas, interpreta-las e resumir aquilo, por isso que estudar é valorizado (ainda é, certo?)... Dar uma nota alta para quem de fato mereceu, que poucos tem, é separar os bons dos ruins, os alunos que fazem e os que não, e os que
realmente fazem... Se você dar uma falsa igualdade a todos e dar a mesma nota, é como se você tirasse o mérito de quem faz mais e de quem tem talento, não somos todos iguais, nunca, a igualdade deve ficar nos testes e não nos resultados forçados... É como dizer que todos merecem o mesmo emprego, sendo que uns se esforçaram mais na vida do que outros, sendo assim, quem se preparou mais merece melhor salario e posição, se você não consegue lidar com isso, eu lamento...
Ela me dar a mesma nota que todo mundo era um soco, por bimestres ela fez o mesmo, não importava o quanto eu fazia, ela chegava a corrigir a minha folha, a dar meu 10 nos meus trabalhos (raramente, muitas vezes ela nem olhava), e quase era a única folha da mesa, mas o nota final, a que importava, la no meu boletim... Tinha um 7... Assim como todo mundo...
Era como se ela diminuísse meu esforço a o mesmo de todo mundo... PORRA, MAS NINGUÉM ESTÁ SE ESFORÇANDO AQUI
Eu na época era bem inocente e boba, hoje em dia eu teria a denunciado, feito um barraco... Mas eu fiquei esperando que ou alguém fizesse ou ela de repente me notasse e passasse a dar notas reais para cada um... Fazer seu trabalho...

Era uma vingança? Era assim que ela respondia a todo o desrespeito? Sendo um injusta?

Com o tempo eu desisti, mas continuei a assistir as aulas dela por uma questão de respeito por ela, ela explicava bem, parecia gostar disso, mas ninguém a ouvia... Todos os professores merecem respeito, ser professor publico é um trabalho bem desvalorizado pelos próprios alunos, eles passam muito sufoco, tem professores que trabalham o dia todo, fazendo vários turnos e passando raiva por meses sem poder fazer muita coisa (pois protegem menores de idade)... E por mais que aquilo de dar a mesma nota que todo mundo me dava raiva, eu passei a prestar atenção dela apenas por respeito, não pena, mas respeito (não sinto pena de mulher injusta)
Isso foi a muito tempo atrás, depois, como eu disse, parei de estudar tanto por causa da pressão...
Mas esse episódio me mostrou que as vezes as pessoas são injustas com todo mundo, porque sentem que todo mundo estão sendo injustas com ela, mas isso não faz justiça, porque nesse meio elas acabam sendo injustas com inocentes... Eu nunca levantei a voz para ela, ou a ignorei enquanto falava, ou faltar com minha obrigações... Mas ela me tratava como qualquer um por ali...
Triste...
E essa vai para coleção das merdas do meu passado...
As novas merdas eu conto daqui a alguns anos... Eu vou sempre estar por aqui... Porque não? Aqui tem pizza... Ah, mas não pra você... Serio, não toque nisso...

2 comentários:

  1. Se vissem um filme com essa historia eu iria no cinema pra ver...Pois a falta de competência de alguns funcionários da educação deixam muito a desejar, Praticamente aquela diretora vez a senhorita pegar ódio da cara dela...espero que vc fique muito rica para meter um processo nela por tudo o mal que ela te causou e todas as lágrimas que te fez derramar(isso ficou muito novela mexicana hihhihi)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descobri que atualmente ela esta na ativa, e pior do que antes, a escola s falta pegar fogo...
      Hehhe, ja vivi cada merda...

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...