quinta-feira, 17 de novembro de 2016

"Eu sou franky": Namore alguém diferente de você





Nickelodeon trouxe uma série para o Brasil com uma critica bem interessante, mas que não foi tão be trabalhada, em minha opinião... Mas mesmo assim rendeu um post, entenda...







A série, que está mais para novela mexicana de sub-gênero adolescente, cria um senário em um mundo moderno, aonde existem robôs de tecnologia muito avançada, eles têm aparência humana natural, mas principalmente pensam, questionam e simulam sentimentos... Esses robôs basicamente teriam uma senciência ("capacidade de sofrer ou sentir prazer ou felicidade"), saberiam que existem...

A critica social acontece através da forma que os robôs tentam viver entre nós os humanos, na série os robôs que seriam inicialmente usados para substituir funções humanas, começaram a substituir humanos, e então a viver como eles... Nisso os humanos começaram a se sentir desconfortáveis, e então a tratar os robôs de forma negativa e preconceituosa baseada em ideias antigas, de que os robôs querem fazer mal (dominar a terra e tal)... ... ... Sacou a critica? A referência? Hum? Pessoas que eram tratadas de forma sub-humana, que então consegue direitos, e nisso a trazer desconforto para outros?

Parece até legal eu descrevendo assim, mas assistindo a série, essa critica fica bem enterrada na parte "pop" da série, assim ficando bem leve para as crianças e adolescentes, mas "desperdiçando" a crítica em minha opinião (a serie se foca mais nos namoricos, dramas, cores, musica e etc...)... Avisando, se caso alguém se interessar, pois aí se caso se sentirem decepcionados, eu avisei...


A historia central está entre uma robô/android e um adolescente humano... Os dois se conhecem numa escola... É, a robô vai para a escola (alguns humanos ficam desconfortáveis com isso)... E ele se sentiu atraído emocionalmente pela robô, e então se apaixona pela robô... Daí ele descobre que ela não é humana, mas mesmo assim ele decide lutar por eles dois... A relação entre os dois cria desconforto até nos outros robôs que querem separação entre humanos e robôs (e conquistar o mundo... Olha só, os preconceitos estavam certos), e humanos que acham inaceitável... ... Okey... ... Vocês sabem o quanto eu sou chata né?
Também tem a história secundaria da mãe que descobre que seu filho é um robô, o pai escondia da mãe esse fato, ela amava e o tratava bem, mas quando a verdade apareceu ela renegou o personagem robô como seu filho, então como consequência o robô entra em colapso, e ela fica brava e confusa... Não lembra histórias de pessoas que se afirmam homossexuais para suas famílias?

 Eu vi essa série sem curiosidade inicial, acabei vendo por causa da minha irmã, que se interessou um tanto pela serie, e não demorou muito para eu começar a dar atenção e implicar com os detalhes... Nossa, como eu sou chata! >.<
Começou com a minha irmã dizendo que é a favor dos robôs serem tratados como humanos... E eu... Eu disse que nem tanto... E ela ficou assustada...

Olha só, eu entendi a critica, mas acho bobo a comparação de pessoas diferentes com robôs... Um robô é uma criação humana que não é biológico, isso é o que você programa, isso simula, ou seja, isso não é... Computadores não tem idéias, isso não pode criar, só busca ou faz combinações dentro daquilo que programaram... Um ser humano, ao contrário, você pode passar a vida toda ensinando algo, e então do dia para noite a pessoa resolve tomar um caminho diferente que você ensinou... Você nunca vai ver seu computador fazendo algo inesperado, ao não ser que alguém jogue um vírus... Só que isso é alguém fazendo, ou seja, é necessário um alguém para ter qualquer estimulo ou comando... Isso não pode ter escolhas pessoais... Pois não existe um ser pessoal...

Veja assim... Você passa a vida toda com um robô, note que os seres são sua memória, e então a memória desse robô é apagada ou substituída, o robô deixa de ser aquilo que você passou a vida toda ao lado... Você "não pode" fazer isso com humanos

Quando eu vi os dois personagens se interagindo, minha irmã vê um belo casal, eu vejo um cara que projeta sentimentos em uma maquina programada para ser uma moça gentil... E eu não consigo ver o além disso...

Um dia no futuro talvez aconteça, pessoas que serão como na série, substituirão filhos, empregados, funcionários, amigos e amantes por computadores... Mas cara, ser amado por uma maquina não tem graça ao meu ver... Você só vai lá e faz isso te amar, não é amor real, que acontece, que tem um valor, que tem um historia para ambos... Que pode entrar em perigo, que pode se perder ou se transformar em algo grande que fará tudo ter um sentido... Você compra o amor de um robô, programa atitudes, o faz te querer... Não são a mesma coisa... Mas a humanidade anda em um caminho de insegurança que um dia isso vai ser a melhor opção... Olha só, você nunca realmente conhece alguém, as pessoas mudam, o tempo todo, de formas que você pode nem enxergar... Um computador não faz isso do nada... Com uma pessoa você nunca sabe quem está do seu lado, se está do seu lado... Já um computador se for programado para te dar apoio, isso não vai decidir te deixar, já que não pode... Não é atoa que as pessoas são apaixonadas por maquinas, e projetam um sentimento correspondido ...

Por isso, essa série para mim mostra mais que a critica originalmente abordada, mas sim a dependência que a humanidade vai estar criando em inseguranças e rapidez sintética... Já pensou que loucura no futuro as pessoas preferirem um pequeno robô do que adotar uma criança? Ao menos o robô nunca vai trair... Mas eles nunca vão amar você... (lembrou aquele filme norte-americano, A.I.- Inteligência Artificial, que tem um casal que compra uma criança robô para substituir uma criança humana, mas a criança volta e eles jogam o robô fora, e o robô não aceita... Não é!?) Sei lá, mas não dá para comparar uma pessoas com um robô, a dor de uma pessoa não aceita por um robô programado, você desliga a função de um robô, mas não pode fazer isso com uma pessoa... O mais engraçado é que as pessoas seriam capazes de aceitar melhor robôs do que pessoas diferentes delas... Imagina, querer robôs que sejam programados a concordar com suas ideias do que humanos que podem discordar... Sim, é mais fácil alguém namorar um boneco do que alguém que discorde... Acabei de confirmar isso com o "Anjo" que eu tanto gostava, as pessoas estão se escondendo dentro de seus espaços seguros, e evitando se expor... As pessoas são capazes de ver amor em uma maquina e um ser humano, do que em duas pessoas realmente diferente... Sabe, parece que é mais fácil ver o Plâncton e a Computador juntos do que pessoas de religiões diferentes tendo um bom relacionamento... É... ...

Bem... Eu devo ser chama mesmo, apenas isso... Hehehe ...

Ah! A atriz Maria Gabriela, que faz a Fraky na novela, é linda e encantadora demais, no ponto de qualquer homem se sentir apaixonado por ela... Então usando esse fato dá para desconsiderar a novela toda... Hehehe :3




6 comentários:

  1. Fala sério, não eu não namoraria um rôbo - Máquinas não tem sentimentos certos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nem com robôs eu teria uma conversa normal hehehe

      Excluir
  2. Eu já vi a propaganda dessa novela. E também nao namoraria um robô. Nunca se sabe o que ele pode fazer, nao da pra confiar em humanos que dirá robô
    Beijao
    Se cuida

    ResponderExcluir
  3. Não sei se vc tem netflix,mas se tiver, tem uma serie chamada black mirror que tem um episodio com uma trama parecida(porém bem melhor) se puder assista a série inteira tem uma crítica bem legal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo fala desse black mirror, e por isso eu não fui assistir, porque sempre que todo mundo fala de algo sem parar eu levanto expectativas e quando eu vou assistir vejo que não era o que eu esperava hehehe
      "isso é tão black mirror" como assim?
      ...
      mas vou dar uma olhada :3

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...