quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

SNZ: Analizando o Retrato Imaginário


Os anos 2000 foi o renascimento do pop no mundo, lá fora se tinha a Britney no topo das paradas com suas músicas românticas e sensuais, e o Brasil não quis ficar de fora, aqui nasceu muito artista no mesmo nível internacional, alguns eram até melhores do que os de fora.
Eu estou falando de uma época que eu não vivi, eu era muito nova e meu foco era saber de onde vinham tantos gatos, mas tudo bem, eu acolhia todos e deixava minha mãe doida... Mas o que aconteceu nessa época vive em registros que as pessoas vivem revivendo e relembrando... Umas das pessoas que estourou nessa era foi o grupo SNZ, composto por 3 irmãs, não gêmeas, nem trigêmeas, que vinham nessa onda da moda do pop americano.
Eu fui atrás do nome delas depois de ver a notícia de uma das meninas atualmente, que hoje é uma mulher... Que parece que ficou perturbada... Bem, o grupo não existe mais... há anos, muitos anos, a primeira menina saiu para “buscar deus” e desde então não voltou... O grupo morreu aos poucos, e hoje em dia a única que não apela para a música evangélica é a Zabelê Gomes, que hoje vive para o Jazz, samba e mpb



Eu fui atrás por curiosidade, e esperando encontrar algo como Kelly Key... Mas quando eu fui escutar tomei um mini susto com a qualidade que as meninas tinham, elas não apelavam para a sexualidade, o foco era nas letras românticas que ilustravam emoções de um modo interessante, e em seus estilos de roupa... que hoje já morreu, né... mas que na época fazia bastante sucesso.... E estranhamente é "bonito", ainda hoje, acho que é por causa das cores... eu não sei... Gosto da pele pálida em contraste com as outras cores...

Pelo que eu li, a música mais famosa delas foi demonizada, e a imagens delas foi ligada a coisas ruins... isso porque elas usavam uma linguagem... Como posso dizer? “Não simples”, e a cabeça das pessoas na época já levavam para esse lado e condenaram o grupo...

...
Bem, isso aqui é o que EU interpretei sobre a música, pode não ser a mesma coisa que a pessoa que escreveu quis passar...
Olha só...


O nome da música é “Retrato imaginário”, e na minha interpretação fala sobre desejar algo que nunca aconteceu, e ainda mostra a solução desse problema


“Falso diálogo, palavras sem som
Rodeiam minha mente dominando o coração”

Esses “diálogos” só acontecem na cabeça do "eu lírico", de uma forma que toma seus pensamentos, “palavras sem som” mostra que não existe, apenas na mente, é para dentro... pensamentos não tem som

“Um grito sai em sua direção
Caminha pelos ares ecoando a imensidão”

Ela gritou “para dentro”, gritou mentalmente, e logicamente a criatura que ela deseja não ouviu, apenas o "eu lírico" sentiu tudo aquilo ecoando dentro dela... Nossa, que dramático... Minha cara isso

“Fui buscar você em mim
O céu e o mar te dei”

Você está lá, desejando a pessoa, em sua mente oferecendo tudo a ela, mas tudo que encontra, o que recebe de volta, é o que você construiu dela dentro de você, está buscando a pessoa dentro de você... ou do "eu lírico", deu para você conseguir entender, certo?...

“Por onde andar, caminhos sem fim
Te alcançar, eu não cheguei”

O "eu lírico" se sente perdido ao tentar trazer esse amor na realidade, não dá para chegar perto do que não é real, não tem um lugar para chegar se não existe uma estrada

“You´ve gotta feel the flying angel
Para encontrar você
O pôr-do-sol, amor, deixar de ver”

Essa é a parte tapa na cara da música, obviamente para fazer isso ser real tem que parar de sonhar e ir atrás dos sonhos, só vai conseguir então encontrar a pessoa na realidade quando isso deixar de virar idealizações mentais, e ir para atitudes reais, só vai sentir o anjo quando deixar de ver o pôr do sol, só vai sentir a pessoa quando parar de olhar apenas para seus próprios sonhos

“A sua imagem retrato falado ao contrário
Como uma história presente, passado imaginário”

A imagem da pessoa que ela deseja é refletida de dentro dela, como visto em um espelho, a “história é presente” só é real no “passado imaginário”, a coisa só existe nas histórias que ela cria dentro dela, que infelizmente vão se concretizando em passados que não existem

“Olhar você, e não reconhecer
Beijar a sua boca, te tocar e não te ver”

O "eu lírico" está agora nesse lugar imaginário enquanto luta com a realidade, ela toca a pessoa em sua mente, mas se depara com que não é real

“Sentir no ar, magia de viver
Imortal, entre o bem e o mal, permitir o prazer”

Mas é tão real, que sente isso como se fosse, e se permite deixar sentir


A parte do
“Zabarabaraba zi ziu sou tchunero nero”
É apenas sons, meio que é o nome delas misturado para fazer um som legal e deixar uma assinatura na musica

A música não tem nada de lucífer no meio, o anjo ali é como elas se referem a pessoa que o "eu lírico" deseja, as outras coisas apenas ilustram desejos que dentro do contexto da música são claras
... Caramba, elas previram em 16 anos traz o que eu estou vivendo com o meu anjo... Chorando agora... Se eu amei a letra? Precisa perguntar?


Acho que as pessoas levaram para esse lado por não ser tão simples, e ter as palavras “invertida” e “anjo” na música... pois quem fazia muito sucesso na época era a Xuxa, que por muitos anos explicaram a fama dela através de pactos, parece que era mais fácil acreditar que o diabo que a colocou ali, do que o acaso ou o trabalho de pessoas por traz do palco... E a palavra Xuxa é muito ligada com a palavra Invertida, e vocês sabem o porquê... Fofocas na época, a Xuxa sofre até hoje por causa delas...
Ignorância das pessoas explicar o que é desconhecido através de demônios, na verdade é mais preguiça em tentar entender, mais fácil culpar o que não existe... Fica ai olhando o pôr do sol
Fico imaginando se essas fofocas que causaram de alguma forma a saída de uma das meninas
... Será que isso existe ainda hoje, essa ignorância... Porque as músicas que eu escrevo são “piores” que isso...
e...
Essa coisa de misturar língua com inglês não é coisa de Kpop?

Mas olha só, olha a qualidade que tinha a anos atrás, ela e outros artistas falam de amor e sentimentos de mil maneiras, e era isso que estava no top... Hoje no top tem coisas como Anitta e Ludimilla... O que aconteceu?

...
O clipe que elas lançaram dessa musica ganhou um toque, elas compraram o instrumental da Britney e remixaram... Algo do tipo, eu não sei falar... O resultado foi esse:


Eu não sei se gostei, porque lembra demais a música da Britney, mas eu gostei da paleta de cores da música, e elas atuando é muito bonito... Elas parecem vampiras, é muito incrível isso, ainda mais que esses rostos tem chances de serem naturais, já que a mãe delas é assim também

Outra música legal delas é essa:


Legal saber que eles exploraram bastante o talento delas, daria para render bem mais... Mas decidiram caminho diferentes... É a vida...

Minha nota pessoal a essa música:
Ah, a única coisa que não me agradou muito é elas cantando ao mesmo tempo no mesmo tom... Acho que poderiam ter explorado mais as vozes delas... Mas okey...

Letra ★★★★☆
Instrumental (original) ★★☆☆☆
Voz ★★★☆☆
Clipe ★★☆☆☆

Eu desejo sorte a Zabelê, elas tem talento para composição, e espero que a Zabelê se encontre na musica de novo, e explore mais essa cara de vampira que ela tem





4 comentários:

  1. que coisa isso e a minha historia com meu cand boy...mais mesmo sendo meu sentimentos de agora sobre um determinado menino não me fez gostar do clip,nem do instrumental principalmente daquele som que do começo me senti assistindo um filme de possessão e eu odeio filmes de possessão...ei moça que dia que vc vai mostrar uma de suas composição-es aqui no blog?estou curiosa e amando as analises de musica<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me fala um filme aonde os possuídos vestem cabelos e roupas coloridas heheh, mas ele falam coisas desconexas e ficam dançando daquele jeito...
      ...
      Um dia com certeza eu vou, se eu achasse alguem para me ajudar a produzir eu não vejo porque não, pois tudo que eu tenho são apenas as letras T.T
      Mas valeu pelo interesse 🌟

      Excluir
  2. Eu já ouvi falar por outra música, mas não me recordo agora... Mas deve ser essa última aí, ( sei lá )
    A primeira música é esquisita mesmo kkkkk Mas não quero dizer em relação a demônio e anjos, e querubins, é igual ragatanga do Rouge lembra. Confesso que na época, quebrei o cd por precaução -.- ( sou boba baby )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lembro que diziam que o "Diego que virava a esquina" na música era o Lúcifer, e o ragatanga era uma oração em uma letra especial no word... Eu nunca parei pra pensar nessa música, mas nunca é isso não heheheh
      Essas musicas sempre são indireta a algum amor incorrespondido ou algo pra te fazer dançar

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...