sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Gays e os "machistas" (uma história random e pensamentos)


Eu tinha um colega gay que sofreu muito na vida...
(historia antiga, ninguém precisa saber quem é a pessoa, só contando a historia para servir como exemplo)
Eu sei pouco da historia dele, e não muito da versão dele, o que eu sei são coisas que as amigas dele contavam nas costas dele, okey, saber de coisas desse jeito era pessimo ... E contavam numa altura para todo mundo ouvir (por isso eu sabia... Não tenho culpa do som que entrar nos meus ouvidos... Elas faziam por maldade, pra todo mundo ficar sabendo e constranger ele... Elas faziam com muita gente... Eu contava para ele que elas o maltratavam em suas costas, e ele não acreditava em mim, ele confiava nelas)... Ah, as amizades da época da adolescência... Ainda bem que esse inferno passou






Tudo começa em sua casa, ele se descobriu gay muito cedo, a família dele já era toda desmontada e a mãe dele não aceitou muito bem, a mãe dele passou a ser agressiva com ele e isso fez com o relacionamento dos dois se quebrasse (de acordo com ele, isso era realmente verdade)

Dai ele pequeno e puro (na época) ficou sem um ídolo para se espelhar (já que a mãe não o apoiava), então começou a gostar de divas do pop e seguir elas... Não, não era Madonna ou Cher, ou seja, não teve um bom exemplo (Madonna e Cher são vadias, mas são aquele tipo de vadia respeitável que passa umas mensagens de poder e tal, ao contrario de outras divas por ai... ), nisso ele começou a andar com pessoas que eram rejeitados como ele... Ele passava dias fora de casa para esquecer a rejeição da mãe e buscar carinho no amigos dele e procurar uma família fora de casa... E não deu certo
(a maioria das pessoas precisa de apoio emocional, uma família, não importa se é de sangue ou não)

Pelo que eu vi... Das amigas dele que eu vi, eram pessoas... Hum... Digamos que "lixosas", não tinham a mesma história que ele, sabe, ser alguém carente de amor... as meninas que ele andava eram carentes de atenção, não eram rejeitadas porque não "teriam sido aceitas" e sim porque eram falsas e insuportáveis... E bem putas... Putas mesmo... Puta, puta, puta... Muito puta, puta mesmo (é, eu não gostava delas... *Putas no sentido de ser cruéis, isso é nada relacionado a sexualidade).

 Ele carente, sem uma mãe ou adulto que conversasse com ele sobre os assuntos... Sabe, todos os assuntos, sexo também... Inocente... Você sabe o que aconteceu, né?
...
Deixando claro que inocência é diferente de ignorância, eu sei que pessoas fazem pequenas confusões com palavras... Ninguém nasce sabendo o que é ruim ou não... E nem todo mundo aprende de primeira...

O que houve? Brincaram com o coração dele... Por isso eu estou a chamando de putas, não estou querendo envergonhar elas pela sexualidade, até porque eu não procurava saber disso... (E nem dessas coisas sobre o que esse colega passava, eu ficava sabendo sem querer, as pessoas comentavam, e eu acabava ouvindo)... Putas seriam aquelas meninas sem amor próprio, dai elas saem por ai infernizando a vida dos outros, meninas cruéis, gente... E dando para qualquer cara que elogiar elas (agora falei sobre isso, sobre sexualidade)... Elas sempre estão em grupos, pois um neurônio só não dá, tem que ser mais de 3... Falam mal de todo mundo, porque elas mesmo estão com a ficha suja... E amam chamar garotos que não dão bola para elas de virgem... Elas vão saber o que é ser isso? Hehehe (me lembrou meninas malvadas)

As putas brincavam de ioiô com ele, envolveram ele em dramas, espalharam segredos dele, ridicularizarem ele pelas coisas... Sabe... Coisa de puta... Dai... Ele aprendeu a ser assim, e virou uma puta (triste de ver, o protagonista que tinha "tudo" para vencer, se torna um dos vilões da historia... Reviravoltas)


Depois de um tempo parou de estudar e a escola virou praça, virou fofoqueiro e aprendeu a espalhar noticias e ser barraqueiro... E... "Dar" muito para ver se preenche o vazio... Não, não preenche, piroca não preenche o vazio de ninguém...


Ele era uma pessoa muito boa, mesmo assim, por isso eu morria de pena das coisas que envolviam ele, da maldade e o veneno que faziam com ele, ele não fazia maldades... Mas era fofoqueiro, mas sem maldade... Mas mesmo assim ele sofria no meio...
Uma das coisas que mais me chocou foi o que aconteceu em na vida sexual dele... Isso é triste, bem triste...

Acontece que muitos gays não tiveram um adulto serio para conversar sobre sua sexualidade, e aprender sobre isso... então eu vou dividir em três grupos dentro dessas pessoas que foram negligenciadas... Ou tem sorte de nascerem mais inteligentes e acabam com o tempo descobrindo sobre si próprios e se tornam saudáveis... Ou acabam aprendendo de uma forma vulgar e acabam sendo usado, (é o foco do post), ou se tornam "incubados" e fazem de tudo para esconder de si próprio que são gays e viram depressivos ou machistas
Esse dois últimos vivem se encontrando as escuras...
O meu colega por um bom tempo foi brinquedo de machista gay incubado, ele saia com muito homem casado, esse homens faziam o que quiser com ele, faziam todas as suas fantasias e tinha até uns que iludia ele usando a sua carência... No dia seguinte chutavam ele e o tratava como um pano usado sujo na frente da porta... Sabe... Desprezo... Imagina a cabeça de um adolescente que passa por isso varias vezes...

E como ele era puta, ele uma hora se gabava disso e em outra escondia... Porque você sabe como as putas são... Elas são confusas, não sabem o que querem...

E então, quem estragou ele? A família que o deixou de lado, as amigas que o puxaram para o lado puta da vida ou ele mesmo por ter deixado essas energias putas o influenciarem?

Acontece que esse tipo de historia é muito comum... Gay é minoria porque muita gente não sai do armário nem a pau, dai vira escravo da religião que por causa de duas citações que dizem que condenas os gays (eu sou cética, para mim isso é uma grande besteira), a pessoa cria um tipo de raiva pelos gays que se assumem... Porque? Aaah, ok... Vou tenta explicar...

Se eu não posso ser feliz, você também não
Lembra que algumas vezes eu citei o exemplo do ladrão como o que é ser invejoso... O ladrão não tem capacidade de prosperidade... Ele não tem capacidade de trabalhar muito para obter uma vida que ele acredita que merece... Dai ele olha para o lado e projeta uma visão do que ele acredita que os outros têm... E se vê na posição de vitima injustiçada e sente raiva da pessoa que ele acha que tem aquilo... Naquele caso dinheiro e bens materiais... Então ele rouba ou destrói, porque se ele não pode ter, ninguém mais vai ter

Esse mesmo exemplo cabe nos gays incubados, eles sentem raiva pelos gays que se assumem, porque essas pessoas tem uma vida que eles queriam ter, ou que ele acredita que não deveria ter (já que ele não pode sentir esse sabor, ninguém pode), então eles fazem de tudo para tomar e ou destruir


Não é o mesmo que um conservador que tem apatia pelos seus diferentes, e acredita que o modelo antigo é o certo... Nós não estamos falando nessa apatia, e sim em ódio (essa historia é triste, mas é outro caso)

Só que dentro desses mesmo odiosos incubados, têm deles que vêem pornografia gay na internet escondido, e as quando não se seguram quebram suas próprias regras e vão atrás dos gays para ter uma experiência sexual com gays... Só que claro, escondido...

Esses caras fazem de tudo para aparentar que são super hetero, chegam a mentir sobre o numero de mulheres que deitou, falam promiscuidades para todo mundo ver que são machos, fazem cantadas sujas para mulheres nas ruas na frente dos amigos para provar o quão macho é... Sabe... Essas coisas...

Eles até chegam a iludir alguma mulher e se casar com ela, chega a ter filhos e família, ir a igreja aos domingos e ser machista homofobico assumido... Mas de noite ele sai a procura de saciar seu desejo escondido...

Mas eles nunca vão assumir, porque isso está enraizado junto com ideologias de que isso é errado, de que a sociedade vai condena-lo, de que vai perder seus amigos, de que vai perder apoio... Ele prefere transformar sua confusão interna em ódio ao próximo, ele vai odiar o gay que se assumiu, porque aquilo parece absurdo para quem faz de tudo para se segurar, porque aquilo é injusto para ele
Tem uns que chegam a agredir pessoas gays na rua, a perseguir... E até mesmo a matar da forma mais cruel o possível... Essa agressão faz ele se sentir melhor com sua culpa... Com o seu segredo

A pessoa preferir o ódio ao amor... Vê o quão defeituoso isso é? Quando alguém prefere bater do que tentar entender... É triste...

É difícil resolver esses casos... Eu sempre acredito que a solução é conversar, discutir ou rever pensamentos... Mas quando alguém pega ódio de alguma coisa, e esse ódio está enraizado a sentimentos, mesmo isso sendo sem justificativa, é difícil desfazer e lidar... Eu não sei o que fazer nessas situações...

Bem, para quem está lidando com situações dessas, sendo gay e sofrendo agressões por ser, ou estar em um momento de descoberta e então ser usado por isso... Ou ver essas situações acontecer e sentir que não pode ajudar... Eu lamento... É triste, mas com força emocional todo mundo consegue lidar com barreiras na vida, têm pessoas que não podem ficar para sempre na sua vida, talvez uma delas seja você, talvez você só precise de forças para denunciar e sair de perto, porque ninguém é obrigado a lidar com as limitações dos outros... Se alguém te odeia por algo que você é, a culpa não é sua, a tal que escolheu te odiar, então nunca se sinta culpado por isso... E o mundo tem bem mais do que pessoas agressivas...

... Como eu sei dessas coisas? Eu sei de tanta coisa... Só por ser curiosa... Tem coisas que eu sei e nunca vou usar... Mas talvez seja útil para outra pessoa...






Eu lembro que nessa época eu era muito nova, e fiquei assustada com a situação, achei que ele poderia ser a minoria, até mesmo o único, e que eu não poderia ajudar alguém que se coloca naquela situação. Então eu olhei em volta, mais tarde, e vi esse resto, de que as pessoas são assim, de que acontece esse tipo de coisa o tempo todo, e então cheguei naquela conclusão.
A gente não conversa sobre esse tipo de coisa, tem gays que preferem nem falar sobre isso, deixam as mascaras e as aparências para lá, e ignorar que todos sabem muito bem o que está havendo.

Eu não esqueço essa historia, pois ela se repete tanto, e o como as pessoas olham torto...
É triste...

2 comentários:

  1. Eu nunca tive amigo gay (assumidamente) tinha um, que tinha jeito, mas ninguém mexia com ele por ele sempre se impor de maneira forte eu diria. Mas a maioria dos casos acontecem isso mesmo Cecy :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive contato com vários, tanto na internet, tanto na vida real, conheço bem esse mundo e o que eles enfrenam
      é triste :/

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...