domingo, 19 de fevereiro de 2017

Lar daqueles que já foram vivos

Toda cidade tem um ou dois... Os muros velhos impendem que a loucura dos vivos invadam a terra dos mortos, portões de ferro enferrujado controlam a entrada daqueles que ainda tem um coração que pulsa, e que a cada dia bate menos...
O ambiente é confuso para mim, eu não sei o que sentir, apenas vejo milhares de lapides que simbolizam pessoas que já viveram.






As lapides resumem uma pessoa e sua história inteira em apenas um nome, uma foto, uma data e uma frase bíblica entediante... Eu não sei quem a pessoa é, não sei quem foi, e nunca vou saber... Mas sinto muito... A luz do sol se refrete na lapide, o material deve ser cerâmica... e é tão lindo, a cor negra da pedra, posso ver minha imagem viva, com um olhar melancólico, olhando diretamente para mim mesma, enquanto tendo imaginar a pessoa lá em baixo...

Lá em baixo, a algo ali? Deve haver um corpo, ou restos de um... Ha vida ali, bactérias fazendo o serviço, a natureza terminando seu ciclo... A natureza é sinônimo de vida, há vida em todos os lugares, até nos cemitérios, há uma cidade de bactérias se alimentando dos restos de alguém...
A gente morre, todo mundo vai morrer, tudo que você fez vai ser interrompido em algum momento, e então o "fez" vai virar um "e se". A imortalidade é o escudo imaginário impossível que nunca existiu, enquanto a morte é uma espada de diamante puro que vai penetrando tudo que estiver a sua frente, a morte dói, principalmente em quem está vivo, porque somos nós que ficamos aqui assistindo a vida continuar...

E se ela ainda estivesse aqui? Ela estaria feliz por ela? A vida seria melhor? Ou foi melhor ela partir? E se ela estivesse aqui do meu lado? Ela estaria orgulhosa de mim? Ou veria vergonha em todas as vezes que eu cai?
E todas essas coisas que eram pessoas, esses túmulos caros, a última homenagem, querem que saibam que aquela pessoa foi importante... ela está em um túmulo feio, mas foi muito importante para mim, eu tento puxar memorias sobre elas, e elas vem como pingos de chuva suja por cinzas de “outras terras”, (*lagrimas sujas de outras memorias)... Tudo anda tão confuso... E se ela estivesse aqui? Me daria algum concelho?
Todas aquelas pessoas, elas nunca mais vão voltar, a vida acabou para elas, chances, vitorias, derrotadas... Acabou, toda porra acabou, é assim que funciona, quando acaba... Acaba... É o fim.
Eu acho que a cor da morte é a cor branca, porque a cor branca é a ausência de todas as cores, a cor preta é a vida, todas as cores estão juntas, que é impossível velas, uma cor matou a outra, e logo a escuridão, quando a guerra das cores acabar... Fica branco... A cor do túmulo dela é branco.
Ninguém aqui vai voltar... Nem ela

Ela não pode me ouvir, ninguém pode, ninguém pode me ver chorar. Nem ela...
Dizem que a morte é o descanso, você dorme para sempre, mesmo se morrer de olhos abertos. Dizem que a morte é calma... Eu não penso assim... Imagino eu me assistindo apodrecer, sem poder fazer nada, todos lá fora caminhando e eu impossibilidade de andar... Oh... Isso é a minha vida atualmente... Do que eu estou falando?
Não é confortante para mim estar no branco ou no preto, dois extremos, que o tempo todo me atingem, cores o tempo todo. E quando se menos espera um lado fica todo branco, e é tarde demais...
Eu prefiro o cinza...

Depois que a morte chega é tarde demais...
Chorar para quem? Falar com quem? Ela está morta.
Tanta gente no mundo, tanta... E eu vim ver uma morta...
Eu vim ver lembranças, memorias, homenagens... A uma morta...
Okey eu me sinto ridícula agora, mas eu não posso partir, ela partiu e eu não...
É amargo viver quando se está perto da morte, é amargo sentir felicidade sobre alguém que não pode mais sentir...
E todas essas pessoas... "E se"...
São tantas histórias que tiveram sua última pagina publicada, eu nunca vou ler nenhuma delas, são histórias que se perdem com o tempo, se apagam...
A história é algo que não morre, se esquece, isso a morte dança por cima, até que seus pés a apaguem... Mas tem histórias que eram de alguém, mas se grudam em você, e então obrigado a continuar... Eu não vou fazer isso... Isso acabou... Queria que você escutasse isso...
Sentir raiva por quem partiu, ela não teve escolha, ela não está aí para receber essa raiva, de pagar pela dor de algo que não fez acontecer...
Talvez fez... E se tivesse se cuidado, e se parece de se preocupar com coisas que dão prazer rápido, a fumaça preta que matou toda a vida presente em seu pulmão manchou as paredes da casa, apagou suas chances, e manchou a minha história. Você sabe que tem um problema, porque não parou a tempo? Se não se importa com você, pensasse nas outras pessoas, que estar doente estava adoecendo todo mundo, que quando morreu, matou muita coisa... Não pode ouvir isso não é, EU POSSO, TODOS OS DIAS, EU POSSO! Isso é estar viva
...

A única coisa que atualmente me faz melhor que ela, e melhor que todos aqui, é ainda poder sentir dor 


4 comentários:

  1. Que texto bonito!
    Eu penso como você, a morte é algo que nos deixa impotentes, é um golpe duro.
    Desculpe a indelicadeza em perguntar!
    Mas algum ente querido seu se foi?
    Se for o caso, meus sentimentos!

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, faz um bom tempo, mas é como se a historia fosse fresca até hoje
      Obrigada :)

      Excluir
  2. Nossa Cecy O.O
    Sem palavras aqui...

    Beijos

    ResponderExcluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...