quarta-feira, 1 de março de 2017

Alvina Rayne: Humilhação emagrece?


Relacionamentos abusivos são um pesadelo, o emocional e o físico da pessoa são desgastados diariamente. Os dois lados podem perder, ou um lado paga pelos dois até o final
Conheça o caso da Alvina Rayne, uma mulher que estava na obesidade mórbida, triste e vulnerável, e ainda teve que lidar com um namorado abusivo que a maltratava



Alvina Rayne não estava em uma boa época, para piorar seu companheiro não a ajudava, ele a maltratava fazendo comentários grosseiros sobre seu peso e estilo de vida. Tudo piorou quando ela chegou no pico dos 127 quilos, a pessoa que ela amava a ofendia de diversas formas, ele a chamava de "pedaço de lixo gorduroso" destruindo sua auto-estima, e piorando sua relação com ela mesma, ela chegava a consumir 5.000 calorias por dia.

Mas ela tomou uma decisão, terminou com ele e foi correr atrás da própria felicidade, ela conseguiu perder 63 quilos, sozinha, fazendo uma dieta restrita cetogênica de carboidratos com baixo teor calórico, e se libertou do peso físico e emocional que carregava a anos. O ex-namorado quis tentar uma reconciliação após ela conquistar o feito, mas ela sabiamente negou.





Atualmente ela está linda e feliz, aliás, se casou de novo.


....

Bem, eu vi que muitos noticiários promoveram essa história como "vingança", romanizado a luta dela como se fosse algo totalmente em torno dele, do que o ex fez, uma resposta, apenas isso. Eu creio que quando você faz grandes mudanças por alguém, se deixando em segundo plano, é uma receita para frustação certa, então ela vai mudar o corpo e o estilo de vida para provar que ele estava errado? (Ou isso provaria que ele estava certo!?). Eu penso que provar que ele estava errado seria uma consequência da mudança, o foco tem que estar nela, na satisfação de se sentir bem e confiante no corpo que ela tem.
Muitas pessoas disseram que o ex-namorado tinha razão, pois as ofensas e humilhações deram resultados, eu não penso assim, e sinto pena de quem pensa assim. Quando se é gordo por motivos emocionais, ou seja, o que te leva a comer é ansiedade ou tristeza, causar mais sentimentos negativos pioram a situação, eu sei disso na minha pele, a grande provável causa de ela ter chegado nos 120 quilos deve ter sido o namorado. Imagina só, você come porque está mal, e alguém, que você ama e se importa, vem te põe para baixo ainda mais, o que você faz? Não tem escapatória. A pessoa cria uma relação de recompensa ou reconforto com a comida, uma relação toxica e viciante, que se afundam mais conforme as coisas externas ficam pesadas, não é ofendendo alguém nessa situação que ajuda.
Eu entendo que alguns parceiros se sintam mal em ver suas companheiras mudando de corpo, pessoas no extremo não são atrativas sexualmente, e isso pode abalar a relação, mas você ser o parceiro de alguém não te torna dono da pessoa, você não pode falar do modo que quiser, não pode maltratar só porque não está se encaixando nas suas expectativas. O certo é conversar, se expressar, dizer que isso está te incomodando, e se ama mesmo se ofereça a ajudar na mudança, mas se a pessoa não aceitar, quiser se manter comendo muito, e se caso a futilidade falar mais auto (não conseguir amar alguém apenas por estar acima do peso), se separe, ou tente pedir um tempo na relação, mas não maltrata a pessoa, não piora a situação.
Você xingar e jogar alguém de canto não ajuda a pessoa, chama-la de nojenta, de lixo, de inútil, isso cria uma sensação de imobilidade, nunca que fazer alguém se sentir mal dessa forma, ainda mais alguém que te ama, vai a mover... Nunca.
Eu sempre acreditei que se as pessoas gastassem o dinheiro em terapia de casal do que em divórcio e bebida, muitos casamentos se manteriam, mas a maioria não aguenta as mudanças ou crises, é triste

4 comentários:

  1. Ela é linda de qualquer jeito!
    Entretanto, querendo ou não (e eu não descarto a possibilidade de estar sendo completamente idiota neste comentário), tudo dá a entender que ela estava tentando provar algo. Sei lá. Como se quisesse mostrar para o energumeno que a maltratou que sim, ele estava muito errado a respeito dela.
    Mas independente disse, ela parece feliz com esse bonitao com quem se casou agora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se essa foi a motivação dela, ela tem riscos de engordar de novo, ja que a vida segue, um dia aquele cara vai namorar e seguir a vida, porque não dá para ficar lá amargurando, ninguém pode basear conquistas de suas vidas em vingança... E esse cara ainda por aparecer com alguem maus magra e mais jovem, e ai... Ja sabe... :/

      Excluir
  2. Olá Cecy!


    Aquele infeliz disse verdades, desnecessariamente grosseiras, machistas, desrespeitosas e rudes, mas ainda assim eram verdades.
    Ele poderia ter dito:

    -Alvina, tu precisa emagrecer, esse excesso de gordura pode te matar!Por que tu não procura um médico e uma nutricionista para lhe acompanhar? Já pensou em fazer academia? Eu te ajudo!

    Simples, né?
    Porém ele preferiu a ofender como uma forma de incentiva-la a mudar.
    Sim, é estúpido, mas tem gente que usa a ofensa em tom de desafio para tentar mover alguém a fazer alguma coisa.
    Começa com xingamentos e acaba em agressão física, é uma desgraça em qualquer família.
    Isso acontece frequentemente em relacionamentos abusivos, tanto entre casais quanto entre pais e filhos.
    O pior é que o efeito dos abusos geralmente é reverso, pois a vítima geralmente perde a autoestima, entra em depressão e se afunda ainda mais.

    Não foi por causa do ex-abusador que Alvina mudou, como a maioria pensa!
    Pois, justamente aquele homem era quem estava sugando a vida de Alvina!
    Observe que no momento em que esta mulher se livrou do seu abusador conseguiu lutar pela própria saúde e felicidade! Quando ela parou de sofrer violência psicológica conseguiu ter forças para se reerguer!
    O abusador era tóxico para Alvina, quanto mais ele a ofendia, mais ela se deprimia e mais ela comia, um maldito ciclo vicioso!

    A lição da vida: Todos nós podemos dizer verdades desde que mantenhamos o devido respeito com o próximo e nos prontifiquemos a ajudá-lo.



    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele perdeu a oportunidade de amar mais, se ele tivesse escolhido tentar ser um bom marido, dar a apoio, ficar no pé, com certeza no final o casal se transformaria em algo maior, a amor deles se fortaleceria, pois conquistariam confiança e pareceria
      Foda que quando o parceiro faz algo de ruim, ou entra num estilo de vida, a maioria chuta ou abandona, dar apoio, mostrar o caminho, mostrar amor... Talvez esse cara nunca realmente tenha amado ela...
      ...
      E quando seu projeto da volta do teu blog vai rolar?

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...