segunda-feira, 24 de abril de 2017

Acusações falsas de estupro pode virar crime hediondo, e isso deixou muitas feminitas com um gosto amargo da dúvida na boca


Sempre que acontece muitos crimes específicos em um curto espaço de tempo, e isso faz índices de crime se bagunçarem, e então a justiça precisa fazer alguma coisa.
É assim que nascem leis de ódio, de por exemplo, contra homossexuais, mesmo que existam leis que criminalizam a agressão a qualquer pessoa, porque existe um crime especifico contra gays
E aí tem vários outros, de agressão ou assedio específico, mulher por exemplo, mesmo já existindo para todas as pessoas
Entendem?
Agora nasceu uma proposta que vai criminalizar as falsas acusações de estupro, e isso não foi bem aceito
Entenda o porquê:




2015/2016 foi o ano dos abusos, um número enorme de estupros e assédios foram denunciados para a delegacia... O Brasil se tornou um dos países que mais tinham acusações sobre estupros e assédios, bem mais do que países extremamente pobres com maiores índices de agressão, e isso fez o feminismo ser aceito por milhões de mulheres, que ficaram revoltadas com a situação

Em uma fina camada de maquiagem estava a verdade, a verdade era que muito do que aconteceu era fanfic, mentiras e tentativas diretas de prejudicar alguém, muitas das acusações foram provadas que eram falsas, ou quem acusava apenas fazia barulho nas redes sociais, apenas para ganhar apoio e manchar a imagem de alguém. Lembro-me que teve uma época que se via no mínimo uma nova acusação absurda de estupro, alguma história tão revoltante, de alguma doce moça feminista que estava em um lugar, e de repente aparecia vários homens que a abusavam, como uma mão peluda branca e grande esmagando uma rosa delicada, em cada semana.
Essas mentiras fizeram estupro se tornar algo banal, e as pessoas começaram a ter uma sensação de rejeição pelo feminismo e reforçar o estereótipo de feminista maluca.

Diversos homens tiveram vidas destruídas socialmente, porque ser visto como estuprador é uma forca social, muitos chegaram a ser agredidos, e então os que foram presos estuprados na cadeia. Os motivos da acusação falsa eram diversos, muitas vezes era gerado por frustrações, a menina queria um homem, ou alguma coisa, ele negava e ela o acusava, ou então a menina queria simpatia ou fugir de uma responsabilidade, e usava o cartão de vítima para conseguir. Quem pagava ou era um personagem que nunca iriamos saber, ou um homem real marcado por uma mentira.
A coisa ficou tão fudida quando as meninas passaram a fazer ameaças com estupros, a dizer que se não conseguirem o que quer, vão ir na delegacia e dizer que foi estuprada, e então ferrar a vida do cara
(lembra do caso Marcos Feliciano vs. Patricia Lelis?)

E aí a justiça tinha que fazer alguma coisa... Porque isso meche diretamente com índices, e fere outras pessoas.
Não só homens diretamente, mas também mulheres, pois isso destrói a credibilidade de acusações, causada pela saturação enorme de falsas acusações.

A lei
A lei tornara hediondo acusações falsas, e muitas feministas se posicionaram contra, acusaram de que isso era sinal claro de que existe um estado totalmente machista querendo dificultar totalmente a vida da mulher, e defender um criminoso
Vamos ser realistas, ser abusada causa humilhação social, muitas mulheres passam mais do que a dor física de ter tido a intimidade desrespeitada e o corpo invadido, mas também passam por culpa, pois tem locais pobres em que costumam culpar a mulher pelo acontecimento, elas passam por frustação, por ver que podem não conseguiu justiça, e que nada poderá devolver a paz, e julgamentos.
Mas ao mesmo tempo ser abusada dá uma coroa de vítima que muitas mulheres almejam, e é isso que a justiça quer combater... Porém esse será o melhor método?

A coisa poderá funcionar assim:
Você acusou alguém, você prove... Como provar? Investigação (do acontecimento, tempo, se a pessoa esteve ali, se caso isso realmente aconteceu), perícia (semem, hematomas, vestígios)... Se caso não provado, a acusação é retirada e a pessoa acusada é inocentada... Porém se detectado alguma intenção, alguma manobra para criar uma mentira, para então prejudicar alguém, a pessoa que acusa é punida.
Entendeu? Precisa provar a existe cia de uma mentira! Se não provada, a pessoa só terá a acusação retirada

Porque isso?

Até um tempo atrás o havia uma proposta de fazer a palavra da vítima ser a prova necessária, a pessoa acusar já seria necessário, e o acusado no mínimo teria uma prisão preventiva, e por enquanto as coisas vão assim, se você apontar a mão na cara de alguém ela corre risco de ser preso preventivamente, ou então sujo socialmente até provado a sua inocência. Muitas vezes esse “provando a inocência” vem com a mulher admitindo que mentiu, mas ou demora para ela ter a consciência pesar, ou então ela não faz, e o cara paga a pena toda (nunca estuprou, mas vai ser estuprado na cadeia, olha que ironia sádica)
Essa lei também tem a intensão de diminuir falsas acusações, simplesmente colocando receio em quem quer acusar alguém apenas por vingança
A vida de um homem e sua família pode ser destruída e isso é um problema social enorme
Muitas acusações, como eu disse, destroem credibilidade de vítimas, saturando com casos falsos, fazendo tudo ter gosto de duvidoso, e isso também é um enorme problema social... Algumas feministas são tudo, menos feministas, não se importam se suas mentiras podem prejudicar outras mulheres
Não se pode levar nenhum dos lados como verdade absoluta, levando em consideração a gênero, tudo deve ser investigado, longe de decisões emocionais
Existem mulheres que usam acusações de estupro como uma arma social, para amedrontar, manipular e ameaçar como querem

PORÉM
Porém é real que a existência dessa lei amedrontar futuras vítimas de estupro e crie uma brexas para criminosos fugirem, eles inventando obstáculos para se livrarem da acusação e então colocar a vítima como mentirosa
Estupro dá para provar em um período de tempo, enquanto tiver semem e sinais físicos de agressão, porém existem mulheres que não fazem a denúncia no momento, por diversos acontecimentos, algumas mulheres depois de ser abusadas vão para casa e então agir como se nada tivesse acontecido, até ter algum surto emocional e procurar ajuda. E nem sempre há sinais físicos, alguns abusos acontecem com a vítima inconsciente... e ai? Como provar que isso aconteceu?
E o que falar de abusos que não são estupros, como passadas de mão ou abusos verbais, como provar que aquilo aconteceu?
Nesse momento essa lei parece ser um problema, ainda mais em lugares pobres que homens poderosos fazem de tudo, e poderão manipular acontecimentos... Entendem? Podem querer virar o jogo e acusar a vitima
...

...

Eu penso que isso deve ser repensado, que acusa alguém de estupro falso deve sim levar uma punição maior... Mas como faz sem arriscar o pescoço de outras mulheres?


8 comentários:

  1. Amor, eu acho que se houve o estupro deve ser bem investigado. Pois não podem sair prendendo qualquer pessoa e colocando na cadeia sem provas. Se tem provas ótima, cadeia na pessoa. Agora se não tem como vai por alguém na cadeia sem nenhum tipo de prova.
    Além disso acusar uma pessoa de algo sem ela ter feito é deveria ser crime mesmo. É complicado. :|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já é crime acusar alguém "falsamente", mas eles querem criar uma nova lei para tornar hediondo, ou seja, fazer uma pena mais rígida que marca a pessoa que mentiu para sempre

      Excluir
  2. Eu cansei de ver historias (sempre envolvendo alguma manx empoderadx) falsas sobre isso, eu ja vi uma em que a mina QUIS ter um encontro com um homem ai no dia seguinte fez um texto quilométrico (bem classico delas) no failbook pintando ele como a pior criatura do mundo por ter "estuprado" ela, ate que ele se defendeu e explicou que teve a vida social arruinada por causa dela, a familia não quis mais etc, mas acho que ela ficou com o filme queimado depois e tinha muita gente do lado dele, tambem vi outra de uma aluna da usp que inventou a mesma coisa e depois admitiu que tava caindo de bebada numa festa e fez isso pra "dar visibilidade à causa" (???????)

    Agora por um lado se aconteceu mesmo, eu ja vi gente que se recusava a ser examinada com alguma desculpinha esfarrapada, se voce foi violentada fisicamente mesmo entao por que se recusa a ser examinada? Essa de vergonha não cola não. É porque aí tem né? Mas tambem acontece coisas tipo aquilo que eu te contei num post tem pouco tempo, eu não acho que uma criança seria capaz de mentir sobre algo assim ou por exemplo uma historia que eu vi de um familiar que forçava a criança sem nenhum interesse por essas coisas a ser "hetero" e gostar do sx oposto, como a criança vai provar uma coisa assim se nao teve dano físico mas aconteceu de verdade e é passível de punição? Por outro lado do jeito que essas malucas são eu também não duvido de que possam manipular o/a filho/a a dizer que aconteceu alguma coisa só pra prejudicar algum homem da vivencia delas :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já tem casos de mães que fizeram filhos mentir para prejudicar alguém, é extremamente triste esse tipo de coisa, mas acontece cada coisa em divorcio, por exemplo
      a coisa está saindo do controle, muita mentira intoxicando toda a historia, a maioria deixa uma denuncia e some na hora de dar detalhes ou fazer exame, mas isso já deixa a policia em alerta, elas acham que isso é brincadeira, já que não é elas trabalhando, ou não é a vidas delas em jogo, é complicado

      Excluir
  3. Oi Cecy sei que o comentário não vai ter nada a ver mas você poderia escrever uma matéria sobre a Audrey Hepburn? Ela é minha diva inspiradora e muitas garotas podem aprender com ela tanto lições de make e moda quanto de etiqueta
    Obrigada pela atenção adoro seu blog bjos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi ela em todos os lugares, vou pesquisar sobre quem foi ela
      ;3

      Excluir
  4. Apesar de não ser muito relacionado a esse post em especial (talvez tenha só um pouquinho de ligação), você poderia escrever um pouco sobre o filme My Little Princess (2011). Não achei a legenda em português, mas não é necessário saber francês para entender do que se trata.

    O filme me lembra algumas e-celebridades, que só se tornam "famosas" por pressão dos pais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. coincidência que eu estou tentando aprender frances, hehehe, vou dar uma olhada :3

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...