domingo, 23 de julho de 2017

Coisas que me ofendem

Às vezes eu soo como se tudo fosse okey, nada me ofendesse, pode criticar e zuar todo mundo, está liberado, eu só vou me posicionar contra algo para cagar regra, só pelo prazer de encher o saco, sooo insensitive, bem... foi isso o que me disseram heheheheh, mas não é bem assim... O motivo de eu não achar certas coisas ofensivas, nem contra mim, e nem me fazer parar para repensar se pode ser ofensivo para as outras pessoas, é que na minha lógica é desnecessária a pessoa se doer por coisa do tipo, e eu sempre deixo explicado nesses posts... Não que eu não pense nas outras pessoas, mas de fato, eu não penso nisso todas as vezes, se caso pudesse haver a possibilidade de ofensa, eu me foco mais no “o porquê isso é errado”, mesmo que eu a crítica caia sobre minha própria cabeça (talvez aquela pessoa estivesse certa hehehe).... Vocês sabem que eu vejo a crítica como uma forma de crescimento pessoal e social


Mas para mostrar o quão eu sou como todo mundo, eu também tenho limites, coisas que se caso proibissem por causa da minha sensibilidade, iriam com certeza afetar a liberdade de outra pessoa...
Sim sim, isso é um post para provar que eu também sou sensível e infantil, como todo mundo em frente a alguma coisa que lhe ofende...
Sim!
Ah!



Músicas sujas
Mano, eu não estava bem, não dormi de madrugada, e acabei tirando um cochilo de tarde... Quando a vizinha começou seu horário de faxina, e como qualquer ser humano, colocou uma trilha sonora para deixar o momento mais divertido... E ela escolheu forro sujo...

Minha mãe curti o mesmo estilo de forro moderno (aka forro brega?) com letras muito sujas, a versão pop do forro tradicional, que o som vai bem longe do forro raiz, mas que continua tendo o nome de forro (assim como funk brasileiro se chamar “funk” sendo que funk de verdade é outra coisa)... Por causa da minha mãe eu decorei a força várias letras de músicas, que me deixam envergonhada só de lembrar... “deixei de ser garota de programa/deixei de ser uma qualquer/pois eu fiz com você loucuras na cama/e o telefonei peguei para caso um dia ligar/LIGUEI PRA DIZER que eu gostei/LIGUEI PRA DIZER QUE EU QUERO TE AMA...” – Okey essa até tem história e a menina canta - (antes que alguém diga que eu não gosto por questão de ignorância, e logo seria preconceito, eu escuto aquilo desde pequena por causa da minha mãe, e nunca me senti tentada a dançar aquilo, mas minha mãe já obrigou...).
Começa com aquilo não ter um pingo de criatividade, ou as músicas são extremamente repetitivas, desde as batidas as palavras usadas, não só na mesma músicas, mas em todas as músicas, você ouviu uma, ouviu o repertorio de várias bandas de forro em todos seus anos, e isso se reflete muito nos temas usados em suas músicas, eles escolhem a mesma merda, o forro moderno não busca inovar, sempre falam de bundas dançantes, mulheres fogosas e narrativas de safadezas em lugares diversos “chama a patricinha para dançar/chama-chama/ao som do forro saborear/patricinhaaaa”... Quando vai falar de amor, é da forma mais superficial possível, e quase sempre na visão do corno hehehehe.
Mano, ser acordada por isso é muito chato, isso já me despertou com pesadelos, e quando fui abrir os olhos, esquece, escuta isso, é pior, escuta isso! O inferno está aqui fora!
Pior que isso é funk carioca, cara, não tem o que dizer, tem umas pessoas do meu bairro, nota de ênfase, do meu bairro, não da minha rua, que fazem festa de funk as 1 da manhã, juro para você, as festas começam geralmente depois da meia noite, e vai até depois das duas, teve uma que foi até as 4 da manhã, e são crianças que fazem, e como eu deixei claro, não moram na minha rua, e sim no meu bairro... E mesmo não estando perto, TODO MUNDO ESCULTA. Você pode entrar em discussões de que é cultura, uma expressão das pessoas pobres, mas não adianta, funk carioca é ruim e ponto, e é o único estilo musical que eu me sinto segura em dizer que é ruim, generalizar e mandar toma no cu quem quiser começar uma discussão de defesa, não tem como defender amiga, não tem (forro moderno até que tem vozes poderosas e umas letras boas, tipo a Solange Almeida, não dá para generalizar forro por causa de pessoas muito boas como ela, mas funk carioca eu nunca vi nada de bom vindo dali). Os gêneros musicais em volta do funk, tipo funk melody, principalmente na época da Perla, eram aceitáveis ainda mais se tratando de adolescentes, porque os cantores se focavam em passar algum sentimento, como o popularmente naquela época, paixão... Porém o funk carioca apenas se foca em passar desejo carnais, apenas isso, em batidas terríveis, através de vozes desastrosas.... Cara, é um nojo...

E tipo, a minha vizinha gosta da combinação dos dois mundos, o pior do forro eletrônico/moderno/brega com o funk carioca, e aí tinha um cara gritando e gemendo, cantando uma música sobre a bunda de uma negra, siiimmm, e eu ali querendo dormir no maior ódio...
O que me ofende não é ter pessoas que pessoas que escutam isso, o privado faz o que quiser, mas sim eu me ofendo quando me fazem ouvir isso, quando a vizinha coloca no último, ou aqueles malucos colocam funk depois da meia noite... A pessoa não se pergunta em nenhum momento se palavrões, simulações/narrações de sexo e letras agressivas podem ofendem alguém, ou se é um horário adequado para aquilo, eles só se preocupam em ficar lá se esfregando e chamando a atenção. Mano, na boa, uma pessoa que vai fazer uma festa daquela as 2 da manhã, com som potente, NO MEIO DA SEMANA, têm merda na cabeça. Invadir meu espaço é muito ofensivo...
Cara, eu sei que é natural do ser humano esse lado animal e tal, mas porra, a gente deixou de ser animal irracional, de ficar pensando em sexo 24 horas, a muito tempo, é nojento ouvir palavrões do nada, um carro passar no ultimo com UMA CRIANÇA cantando sobre seu “pipi rosa”, os caras passar na frente de escolas com aquilo ligado, mano... Para! É ofensivo demais!
Caramba, quer batidas, escuta, mas tem como deixar os palavrões e a simulações de sexo no seu privado, sem esse som de merda invadir o meu espaço? Ah não, mas essa é a graça... Chamar a atenção... Pois é, todo mundo percebeu...

-


Me tocar

Eu não sou chata como deve ter ficado a ideia, sim, me tocar me ofende, mas eu não sou chata, deixa eu me explicar...
Tudo bem me abraçar me cumprimentar, e até dar aquele beijinho de rosto, tudo bem, o problema é o momento. Às vezes, para não dizer a maior parte do dia, eu estou no meu “modo fechado”, não sei explicar, eu fico negativa e quieta, e totalmente não receptiva, eu nem se quer olho nos olhos das pessoas, se alguém chega para conversar comigo, eu preciso de uns segundos para começar a me animar, e então estar aberta a alguma coisa, quando alguém chega do nada e me toca, eu me sinto ofendida, ainda mais se for homem hetero, eu sinto como se a pessoa estivesse invadindo meu espaço, e então eu me sinto inadequada e desconfortável.
Eu não costumo brigar com alguém por causa disso, porque não gosto de deixar as pessoas desconfortáveis, e eu sei que isso é uma neura minha, logo é totalmente injusto eu fazer alguém se sentir mal, bem no momento que ela quer mostrar ser amigável comigo, por isso eu disfarço o máximo que eu posso. O problema é quando a pessoa extrapola, me abraça do nada, com os dois braços, ou fica me tocando direto (aka aquelas pessoas que parecem que precisam tocar em você para falar, parece que você é um livro em libra, mano, que agonia), sem me dar tempo de eu me acostumar com a presença e a essência da pessoa ali, e aí eu simplesmente congelo, não sei explicar, eu fico sem reação por fora, enquanto minha mente ou fica em pavor ou num ódio profundo contra a pessoa, hehehhe.... Isso é muito ruim... Isso me lembra aquela personagem do Ranjo, a Feijão, eu fico quase assim, congelada sem reação, e muita gente acha muito estranho, ou acha que eu sou doida (talvez), ou se ofendem, meio que achando que eu sou antipática (talvez também)
Mas eu não me lembro de ser grossa e gritar com alguém para não me tocar (lembro sim), eu acho melhor banca a Simone Simons

Mas é gente, isso é ofensivo pra mim, e para muita gente, ou por consequências de algum trauma, ou porque tem gente que não gosta de sentir ninguém no espaço pessoal e privado sem permissão, e nem da ideia de intimidade com estranhos...

-

Pessoas me ignorarem
Isso realmente me irrita, muito, a ponto de me dar gatilhos...
Eu estou tentando dizer algo a você, me escute, mas virar a cara, me ofende. Acho que muita gente é assim, tem gente que não liga, mas quando eu tenho algo a dizer e a pessoas apenas “hum”, ou [mal das redes sociais] apenas visualiza, eu passo a questionar a nossa amizade, mesmo que isso aconteceu pela primeira vez, SERIO, deixei de conversar com pessoas porque elas me ignoraram, não sei explicar, eu não fico chateada, eu me sinto ofendia, quase que uma agressão indireta, entende? E se é um estranho ou um conhecido, eu nunca mais falo com a pessoa, nunca mais mesmo, e tipo, a minha cabeça lembra, toda vez que eu olho para cara da pessoa, que ela em tal diz me deixou no vácuo quando eu
queria dizer algo.

Mas isso rola apenas quando eu tenho algo a dizer, quando eu estou interessada em abrir um assunto, e a pessoa... “...”, eu sinto como se a pessoa tivesse me empurrado e ido embora sem olhar para mim (isso é um dos motivos que me fazem tentar responder todo mundo nos comentários, não quero que ninguém sinta o mesmo, o outro é porque eu gosto de conversar e entrar em discussões e eu me apego a quem me apoia, mas não estamos em relacionamento, porque você um dia vai me abandonar :()
Porque isso lembra desdém, tipo, eu quase nunca tenho a iniciativa de ir lá e começar uma conversa, porque eu sou bem introvertida, e eu vou lá e faço, e a pessoa apenas “...”, simplesmente faz eu sentir que a minha iniciativa ali não tem importância, nem o que eu tenho a dizer, tipo, eu atravessei minha timidez, para ir até você, pra você virar a bunda pra mim, oh, estou profundamente ofendida, então pega o que ia falar e enfia no cu, porque na sua orelha que não vai entrar de novo, filha da puta

*sai batendo os pés duramente no chão*

-

Me censurem
Pior do que quando eu tenho algo a dizer a pessoa nem dá importância, é quando a pessoa dá um jeito de me calar.
Mano, eu não ligo em entrar em discussões, nem muito em perder (logico que ninguém gosta de perder, eu fico um tanto incomodada, mas talvez eu aprenda com isso, isso que importa, e isso faz parte daquela síndrome de não, eu não perdi, pois ganhei com isso, eu aprendi, ah, chupa essa, *bate na mesa*), tipo, a pessoa não gostar do que eu disse, fazer cara feia, me xingar e tal, okey, o problema, o que me ofende, é quando a pessoa tentar me censurar, o que seria isso? Existem vários modos de censurar uma pessoa, a mais adorável nelas, e a que eu mais vejo, é pela hipocrisia, eu vou lá, começo a dizer algo de boa, afim de esclarecer algo, ou só ser filha da puta mesmo, pelo que algumas pessoas dizem, e a pessoa joga uma carta na mesa e coloca em modo de defesa, qual carta? NÃO DIGA ISSO, ISSO É ERRADO, QUE PESSOA HORRIVEL QUE VOCÊ É PERVERSA! Mas eu... NÃO, DE ACORDO COM ALGUM CONCEITO ANTIGO QUE NINGUEM QUESTIONA, VOCÊ É UMA PESSOA TERRIVEL POR LEVANTAR ESSA QUESTÃO, TENHA UMA MORTE SOCIAL NA MINHA FRENTE!


Cara na boa, as vezes é melhor ignorar do que fazer cena...
O complicado é que as pessoas demonizam tudo hoje em dia, e por isso estou me acostumando com isso, com você questionar algo, a pessoa não ter uma resposta, ou a resposta pode quebrar uma farsa que ela carrega, e ela tenta de crucificar...
Mano, ABSURDO!
COMO ISSO PODE?
QUERO SAIR DESSE PLANETA, ME TIRA DESSE PLANETA

-

Falar em outra língua
My gof, que xenofóbica essa Cecilia, hem!
Mas gente, complica né...
Você entra em um lugar, as pessoas te atendem em português, e aí se olham e começam a conversar em outra língua... Mano, alerta vermelho, alguém vai envenenar minha comida!
Mano, eu não faço ideia do que eles estão falando, podem estar falando sobre um rato no produto, ou , eu não sei, isso causa uma insegurança tão grande sobre um estabelecimento... Eu entendo que te pessoas que vem para cá para tentar uma vida, e não tem tempo de aprender a nossa língua, mas cara, quantas vezes eu vi a cena de que ambas as pessoas falam o nosso PT, e mesmo assim insistem em falar outra língua, cara, eu também já repensei que talvez possa ser confortáveis para eles, eu me sinto uma escada rolante enferrujada quando tento falar inglês, mas na boa, se eu estivesse no USA eu estaria lá, puxando as engrenagem, jamais gostaria de que alguém se ofendesse achando que eu estou falando merda, ou entendesse mal, achasse que eu sou terrorista, ou planejando derrubar o muro e mandasse FBI me cheirar...
sobre as roupas do varal
Cara é incomodo demais...


Me por numa posição que eu não sou/não fiz
Okey, cliché, mas eu também.
Às vezes sinto que todo mundo me entende errado, ou vê de forma torta as coisas que eu faço, tanto que eu nem ligo mais, se eu faço A e a pessoa vê B, eu digo meus parabéns seu cuzão e pego meu cavalo A e vou embora. O problema é quando eu me dedico a isso, me dedico a deixar algo claro, e a pessoa vira, olha para a coisa, olha para mim e diz “B!!!!!!!!”, eu fico “pare de respirar, por favor”
Nos mesmo criadores de não me ignore, não me censure vem ai o não me deturbe...
É serio mano, você fica lá tempos tentando criar uma boa explicação, abre sua mente, quase que coloca um terninho feio e sai em uma praia para explicar o universo, estilo Carl Sagan, e a pessoa entende o pior!!!!! POR QUEEEEE????

Parece que tem um filtro nos olhos da pessoa, borrando tudo o que eu faço, e tornando tudo vermelho, O QUE ADIANTA EU AQUI, parece que a pessoa vai catando seus argumentos, enviando na bunda e cagando pela boca coisas que invertidas, parece que a pessoa está mais ocupada de achar detalhes em te incriminar do que ESCUTAR O QUE ESTÁ DIZENDO...
CARAMBA!



Estou desgostosa com esse post
Vou me retirar
...



[eu sei que perdeu o foco, acabei falando umas coisas que nem são questões de ofensa em si, mas é que eu me esforcei para achar coisas que me ofende, e foi isso que eu achei mais perto... Viu, sou humana também... E demorou mais de meia hora, vamo valorizar]





Ps1: Dois dias fora pois meu Notebook deu problema, ou seja, agora volto com posts e videos, desculpem o vácuo, mas é que eu estou aprendendo sozinha a como ter um notebook... E tipo... Que existem virus e essas coisas...
Ps2: Meu livro que eu prometi, free, sai sábado <3

8 comentários:

  1. Eu nunca escuto musica sem fone (ate pq aqui ninguem gosta das mesmas coisas que eu e vamos combinar que colocar uma musica que fala lucifeeeeeeer we are here for your praaaaise evil one numa casa da infame familia tradicional brasileira nao tem como dar certo mesmo ninguem tendo a menor noção de ingles), nao só por ninguem ser obrigado a ouvir o que nao quer mas tbm pq eu posso aproveitar melhor, pena que aqui ninguem pensa assim e coloca sertanejo universitario, pop generico e umas musicas do fundo do baú ...... No ULTIMO volume (vira os olhos) mas qualquer musica pra mim no ultimo volume é horrivel, até as preferidas;

    Detesto que peguem no meu cabelo tambem, acho que é ser entrão demais, na verdade eu nao gosto que peguem em nenhum lugar em mim mas no cabelo é o que me incomoda mais;

    Um dos motivos que me fizeram abandonar wpp/fb etc foi isso de me ignorarem, eu tinha uma amiga ativista de telão (esta feliz, beyonce???) que demorava 2, 3 dias pra me responder de proposito mas quando precisava de alguma coisa vinha na velocidade da luz, sabe essas que batem no peito igual gorila pra dizer que é feminista mas esquecia das amigas em qualquer homem que desse bola mesmo que só pra uma ficada de uma noite e entao o mundo passava a girar em torno do dito cujo? Eu me sentia um caco, achava que eu devia ser um porre de conversar, antes eu tinha outra "amiga" com transtorno de personalidade que varias vezes me ignorava de proposito pra se sentir melhor entao eu achava que eu era um saco e as pessoas falavam comigo por pena e eu merecia esse tratamento.....

    Numa feira dos importados (falsificados) daqui tem uma penca de asiáticos e alguns aprendendo a falar portugues ainda, uma vez eu fui numa loja e la tinha ate um livrinho em chines pra aprender portugues mas nenhum nunca falou em outra lingua comigo kkkllkh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Na minha região recebeu bastante chines e muçulmanos, e eles já falam nossa língua até bem, mas preferem falar a lingua deles heheheheh)

      duro sobre a questão das musicas é que a gente esculta o que faz parte da nossa realidade, enquanto eles... de dia é cristão conservador e de noite é funkeiro, isso que eu não entendo, tipo, como uma pessoa que condena um monte de pecado acha okey fica se esfregando ao som de pornografia auditiva ????
      Se a pessoa fosse puteiro 100, mas não, faz esse tipo de coisa com a blusa escrito 100% deus... E ainda obriga todo mundo ouvir essas nojeiras... não sei o que é mais nojento, as coisas que cantam, ou a hipocrisia...

      É duro ter amizade por facebook porque as pessoas usam mascaras, só é ativista na rede social, mas como você diz, até lá as pessoas mostram a cara, deixar um mina de lado pra ficar stalkeando macho... hehhehe
      humanidade, que coisa estranha...

      Excluir
  2. Eu também odeio quando a pessoa me ignora, na 1 vez eu fico brava e duvido da amizade, na 2 eu já fico brava e nunca mais falo com a pessoa(isso me aconteceu hoje e a pessoa é quem puxou conversa) q raiva :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehhehehe
      ...
      e voçe tah brava cm migo? axo q vç tah brava cunigo...

      Excluir
    2. Amega eu ti discupo poque vose e spesial então não fica asin

      Excluir
    3. eu sabai! vç tah brava çim! iso cofima td!

      Excluir
  3. E eu te entendo na parte da musica eu tenho um vizinho(ele e DJ) que mora encostado na minha casa e ele coloca musica alta e as veses faz ate show,(ai ja vio a janela chega a treme)o barulho icomoda,no caso eu ate ja acostumei,so que o estilo de musica dele e bem Eclético,varia ate para mpb ate rock e logico funk(e ate aquelas musiquinhas com duplo sentido sabe)ele realmente escuta de um tudo,o que considero interesante ja que eu sou do tipo que gosta de respeita qualque estilo de musica(sim tem alguns tipos de funk que não dar para salva),e nossa eu particulamente acho gosto musical muito pessoal pelo menos para min,tanto que sou muito reservada ao escuta musica(so com fone)poucas pessos sabe o tipo de musica que eu gosto,e também costumo ach musicas boas garinpado o you tube
    E uma coisinha que me icomoda as vezes e pessoa min encarando(nosaaa cara)eu logo classifico em três coisas primeiro ou a pessoa esta flertando,me conhece de algum lugar ou sei la o que(pode ser neura minha)ainda mas quando e com varias pessoas eu me sinto julgada
    E eu adoro seu blog eu acompanho ja algum tempo.😘
    🤗🤗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se você faz aquela cara de "ain minha nossa, ta me olhando" a pessoa continua te encarando, ou porque ela quer entender porque você está fazendo uma cara estranha, ou por ser filha da puta e ta sabendo que está incomodando
      Tipo, tem aquele truque pra saber se alguem está mesmo te olhando, apenas boceje, se a pessoa bocejar, é porque sim, está te olhando, mas pode ser vários motivos, as vezes te achou bonita, as vezes quer te encher o saco... Ou muitas vezes a pessoa achou um ponto fixo ali, e ficou olhando para sua direção para descansar os olhos, sabe quando você não tem aonde olhar e fica entre olhar para o nada e olhar para algo aleatoriamente, mas é chato de qualquer forma ser observado, parece que tudo fica desconfortável mesmo... Mas faça o teste do bocejo e pegue a pessoa no flaga...
      ...
      Cara, eu acho que eu ia me jogar no chão e me encolher se caso morasse perto de um dj, meu vizinho bota funk uma vez por dia e eu fico invocando demônios de tanta raiva grrrrrrrrrrrrrrr
      Vc deve ter muita paciência...
      ...
      E valeu <3

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...