quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Minhas primeiras experiencias vestindo preto - Preconceitos e reações estranhas

Vocês sabem a minha historia, sempre quis, tanto que tinha colegas de escola que me enchiam o saco por causa disso... não por causa disso em si, mas sim porque eu sempre fui sincera em dizer pras pessoas que gosto... mas não uso porque minha mãe não deixa.... e tipo... as pessoas tudo ai deixam de fazer coisas porque os pais não deixam, mesmo não morando mais juntos, mas quando você fala abertamente sobre isso é NOSSA, COMO VOCÊ É BEBE, sou mesmo, peço permissão pra minha mãe até pra ir no banheiro, O QUE EU POSSO FAZER, É A VERDADE

Mas é... demorou anos e eu finalmente escureci meu guarda roupa, e olha, a coisa ta sendo bem mais complexa do que eu imaginava...


Primeira coisa é que estranhamente minha auto-estima melhorou... antigamente eu só me sentia bem com roupas básicas, quando eu me produzia, com roupas que minha mãe comprava, coisas rosas e floridas, eu me sentia estranha, nada ficava bom, eu olhava no espelho, era como se não fosse eu, mas sim alguma coisa distorcida ou mal colocada, a blusa simples e o chinelão eu fazia me sentir melhor, não fazia sentido pra mim
Mas é tão estranho... tipo... roupas ditarem a auto-estima... tipo... cara, eu me sinto mal por que... me ligar a roupas é futilidade, e eu me odeio quando me pego assim... mas desde aquela época era assim, eu colocava algo escuro, algo preto, não sei explicar, eu ficava olhando pra peça, como se ela estivesse falando algo por mim, ou então eu me sentia tão bem, que nem ligava pra mais nada...

E quando eu tive coragem de, aos poucos, ainda está acontecendo, de sair com roupas totalmente escuras, mano dos infernos, é um conforto estranho...
Estou deixando as coisas acontecerem aos poucos, estou doando roupas coloridas que não me representa aos poucos... até porque... é muito raro comprar roupas novas, na verdade eu estou é usando roupas que eu comprava no passado e tinha medo de usar, e porque minha mãe não deixa, comprar roupa nova não dá heheheh
E tipo... e ai umas coisas acontecem que me deixam curiosa sobre o que rola na minha mente e pele...
....
Toda vez que eu colocava uma pela preta, olhares tortos da minha casa sobre mim, e quando eu assumi tudo, era como se a pessoa que eu era tivesse morrido... sabe?
Se coisas ruim acontecem, é porque ~alguém~ está trazendo energia negativa, e ai eu olho pra baixo, sem entender a logica... e isso me fazia correr para as roupas coloridas...

Tive muitas conversas, que não levavam a nada, pois uma verdade já tinha sido escolhida, isso é coisa do demônio, mesmo eu nem acreditando no demônio... 
Então foi aos poucos, eu insistindo... e sempre era uma vai e volta emocional.. eu me perguntava... vale tanto a pena discutir... é só peças de roupas... Mas ai...
...
É que...
Se sentir bem é algo importante, você precisa estar confortável, precisa se expressar... somos criaturas emocionais, isso importa, importa o jeito que nos impomos, essa liberdade de andar do nosso modo, no nosso espaço, por mais que maquinas ou pessoas contraria não entendam, todo mundo de carne e mente sente isso... somos complexos...
E é estranho ainda pra mim sentir que roupas fazem parte disso... tecidos costurados por mão de trabalho escravo, elas importarem
É estranho tecidos fazer parte da sua pele, ou um extensão dela, é estranho o jeito que o que reflete no espelho é obrigatória refletir o que tem por dentro...
Me pergunto... isso é futilidade?

Mas tá...

A coisa é... minha família ta odiando por um lado... e por outra está tolerando...
Meu pai só "aceitou" porque eu o disse que meninos não me cantam mais porque isso os assusta heheheh, e é verdade...
Vestir preto fez eu soar como se eu não estivesse aberta, ou então não fizesse parte (ou não me identificasse) com a sociedade padrão, e pra muitos caras isso é sinal de que não estou aberta a flertes... e eu não estou de qualquer forma...
Mas ele vive dizendo que se sente incomodado com a ideia das pessoas me julgarem como demônio pelas ruas (uai, é novidade? Eu sempre fui chama disso)... e você sabe, aparências são mais importante que seu conforto

....
Mas por outro lado... falando em meninos... Mano... roupas chamam a atenção, de uma forma ruim, de um certos tipo de caras... isso de repente virou "fetiche", eles olham e acham que isso me faz soar perigosa, selvagem ou exótica (isso é ruim, sei que as pessoas usam essas palavras de um jeito "legal", mas isso é ruim), e que eu vou aceitar os elogios estranhos e me interessar... caralho, que coisa chata!...
cara... eu sempre fui romântica, sem preferi chorar por uma pessoa do que me envolver com estranhos por diversão, quem dirá dar atenção pra um cara que me achou interesse por causa das minhas roupas... ou melhor dizendo, uma conclusão errada sobre minhas roupas que eles tiraram do cu, eu não me visto assim pra chamar atenção de homem idiota e tarada!
Mas acontece, do nada, de lugares aleatórios, mais em redes sociais, aparece alguém achando que eu sou alguma coisa, até pessoas que eu não espera me ver com esses olhos... tudo porque... eu acredito que foi porque eles viram a foto de alguma "pirigotica" na internet, modelando com roupas inspiradas no masoquismo, ai me veem com algumas peças parecidas, e acham que eu faço parte desse fetiche... me respeita
(acho que é coisa da net, porque nunca vi essas meninas por ai)
Nem elas se vestem assim por causa dos caras em si, mas fazem isso por que se acham gostosas, gostam de explorar a sensualidade e a sexualidade... e isso da dinheiro pra elas (são modelos, ou "modelos")... elas tão nem ai se o dinheiro sai de homem ou de mulher
...

Uma coisa que eu notei é que até agora ninguem em lugares formais foi preconceituoso comigo, todos me atenderam muito bem, rolou uns olhares arregalados, um olhar da cabeça aos pés, umas caretas... mas nada que tivesse uma barreira...
A única coisa que foi estranha... é que um monte de pessoas desses ambientes ficam perguntando a minha idade... não sei te dizer, mas acho que eles nunca toparam com uma trevosa ou gotica adulta, e ai ficam perguntando o tempo todo, até mais de 3 vezes, mesmo eu confirmando todas as vezes, se eu sou maior de idade, (e aonde estão meus pais estão, puta merda, acabei de falar que sou maior...)
E eu fico... como assim vocês nunca viram criaturas da minha espécie adultos? Vocês mataram todos?? CADE O GREENPEACE
Mas ser rude, em ambientes formais eu ainda não vi...


Preconceito que eu vi mesmo é da galera das ruas mesmo, que viram o pescoço e encaram com olhares estranhos, e fazem comentários rudes e piadas numa altura que eu possa ouvir... ta que eu nem ligo e me seguro pra não rir (eu acho engraçado algumas coisas, mas algumas se repetem tanto que perdem a graça) e (ta que eu levo a coisa do "morreu alguém?" como elogio)... ou então ficarem insistindo em falar sobre deus [religião] do nada (isso irrita)... mas fico pensando como góticos de verdade encaram isso... meu estilo ainda não é nem 1%, eu só uso umas coisas escuras, e ja estou sendo colocada na margem por muitas pessoas... fico imaginado como é na pele de um gótico de verdade, que pelo jeito, é 99 vezes pior do que eu passo, no meu nível é engraçado, mas creio que no deles, deve ser bem incomodo...


A coisa é... isso só me fez chegar na conclusão que eu posso ser fútil mais do que eu imaginava, que eu ligo sim pra roupas, que as pessoas são mais preconceituosas do que eu imaginava e que no fim vale a pena... pelo seu bem estar e conforto... pela sua liberdade e sua expressão... sempre vale a pena lutar
Até porque fico imaginando... se eu fiz, isso pode encorajar outras garotas a fazer... porque eu nunca tive coragem, até ver eles, os trevosos e goticos por ai, de boa, e pensei... se eles podem se expressar livremente... por que eu não? E se eu posso... por que você não pode?
Por que somos tão ligados a tecidos?


5 comentários:

  1. Esse post é basicamente a minha relação com a roupa, chegou um tempo em que eu não me sentia bem usando roupa normalzinha mainstream, era como se o meu corpo tivesse sido separado do meu espirito (por mais dramatico que isso pareça) ainda mais pra mim que me neguei por tanto tempo, mas quando eu colocava aquela roupa, aquele acessorio eu me sentia renovada e a minha auto estima ia do fundo do poço ao céu, vamos dizer que eu sempre fui a diferentona (sem querer reviver aquele meme saturado insuportavel), ate em 2014/2015 começou aquela modinha tosca de ser "alternativa", forçarem visual bruxa, o processo de massificação (e pra piorar umas posers e weeaboos que tinham na turma que usavam roupas escuras, maquiagem de panda ou tudo com estampa ou relacionado a anime pra "provar" pros outros quem eram e acabava ficando aquele troço forçado mega cringe e estereotipado) eu só não peguei ranço porque a ultima coisa que eu queria era mostrar alguma coisa pra alguem ou fazer parte de grupinho/modinha, mas eu tambem espumava silenciosamente porque eu era assim de verdade e BEM antes dessas pessoas e não era aceita nem dentro de casa (ainda não sou), eu não gostava de ver gente que nem sabia o que tava falando/fazendo sendo bem aceita enquanto eu era puxada pra baixo por ter real interesse

    Felizmente nunca aconteceu mais que uns olhares tortos ou algum retardado apontando o dedo e rindo, apesar de que uma vez falaram do meu cabelo que na epoca era colorido no ponto de onibus, mas com o tanto de gente que tinha acho que não rolaria uma agressão, não precisamos de mais casos como o de sophie lancaster apesar de que vez ou outra eu ainda consigo achar umas historias bem preocupantes de intolerancia.......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem é muito raro eu comprar roupa nova, aqui tentam me forçar a usar coisas que eu NÃO GOSTO, ficam nessa de "voce tem que mudar", "eu sei o que é melhor pra voce, eu so quero o seu bem" ZZZZZZZZZZZ (imagina se soubessem o que eu escuto) ficam tentando ditar o que eu tenho que escolher na loja (cada uma mais massificada que a outra, morro de ódio por isso eu so compro online), por isso quando eu quero alguma coisa eu junto até dar o tanto que eu preciso e compro, tambem não deixo ninguem lavar porque aqui além de serem sebosos (do tipo que joga pano de chão com roupa intima na maquina) tambem são do tipo estragam de propósito

      Excluir
    2. Pois é né, que galera chata essa em volta...
      ...
      Isso me fazer compaixão com transexuais, porque eles devem sentir a mesma coisa, esse dilema de ou vestir o que sua identidade se sente confortável, mas ser apedrejado socialmente, ou vestir o que esperam, e se sentir um bosta o dia todo
      é complicado que as pessoas fazem drama por coisas simples, tecidos, ao ponto de nos boicotar, nos maltratar e excluir... por causa de cores e modelos de tecidos... isso é intrigante sobre a sociedade...

      Excluir
  2. Eu sempre me vesti preto, pelo menos na infancia e adolescencia(hoje nem ligo tanto), não vejo tanto esses olhares das pessoas e reprovação da sociedade, porque não importa, eu não percebo ou não ligo (é a mesma coisa?), hoje estou tentando acha algo que eu gosto, não me vejo como emo ou gotica trevosa, eu me visto como eu quero, muitas vezes toda de preto ou rosa, as vezes mais colorida mesmo inspirada em personagens? Sei lá.
    Seu pai só que protege-la, ele não quer que você atraia atenção de pessoas más, do mesmo modo que muitas mães quando seu filho se diz homo ou mesmo deixa o cabelo cresce, a maioria dos pais não quer que seus filhos se machuque e chama atenção de alguma forma atrás "macacos enfurecidos".

    Mais todos deveriam vesti a "pele" que os deixa confortaveis, se você quer si sentir bem na pele de rainha trevosa isso vai atrai olhares, mas o que importa é você.
    Enquanto eu estou meio tomboy com cabelo jumbo WHATEVER.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muitos adolescentes fazem isso mesmo, de ficar trocando de estilo até se encontrar, é normal e saudável, bom que quando você crescer vai saber que já esteve em varias peles e então o que realmente quer

      Sim, isso da proteção é verdade, infelizmente um dos modo de nos proteger é nos enquadrando e evitando chamar a atenção :/

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...