segunda-feira, 28 de maio de 2018

Por favor, sem bebes...


Eu talvez não deveria, mas sempre fico surpresa quando vejo uma mulher da minha idade com mais de um filho e conformada com o estilo de vida de “mãe de casa”, não como nos comerciais de margarina, mas sim aquela coisa de ficar sofrendo por causa dos filhos que não a obedecem, da situação precária financeira e emocional, de um marido mais velho do que ela e que nunca está em casa, e com a suspeita sempre presente de estar gravida de novo e de novo...
Eu não sou bom exemplo de porra nenhuma, sou adulta e dependendo aos meus pais em muita coisa ainda… e relativamente uma perdedora (tem gente na minha idade que já terminou a faculdade e está começando uma vida independente e eu to mais que perdida ainda)mas sempre me sinto aliviada de não ser como esse tipo de mulher, por mais que nunca existisse chance de eu virar… é aquela sensação que aparece em você quando você vê alguém numa situação pior que a sua… uma mistura de pena da pessoa com alivio próprio... eu sei que parece errado… me sinto um tanto mal por isso… mas é…
Esse texto vai ser rude pra quem está nesse tipo de situação, então peço paciência...
 

Eu estava assistindo aquilo de novo… uma mulher de uma idade parecida com a minha, com dois filhos, esperando um terceiro. Ela não conseguia lidar com os próprios filhos, ela simplesmente estava sentada em um canto, enquanto os filhos dela corriam, mexiam nas coisas e pessoas e faziam birra sem controle, e ela apenas observando e ameaçando eles com palavras muito pesadas, até para um adulto, mas com uma voz infantil… mas obviamente não fazia efeito, porque ela só resolvia se mover quando a criança quebrava um nível do limite já quebrado… e ia pra bater na criança...
Eu já vi isso milhares de vezes, cara, e nem julgo a coisa de estar cansada, estressada e frustrada porque ela deve estar nesse corre corre o dia inteiro, e não é nem um pouco fácil estar nessa situação, eu sei disso (dá pra perceber, e eu já cuidei de criança)… na verdade qualquer um pode saber disso… crianças comuns costumam ser hiperativas, e se não são educadas profundamente, isso quer dizer uma dedicação de alguém que saiba o que está fazendo, a criança vira um monstrinho barulhento sem limite
Digo saber o que está fazendo, porque… é preciso… Infelizmente educação em crianças não é algo simples, não é apenas ameaça-las e cumprir elas de vez enquanto, você precisa entender aquela criança, conversar muito e contar com a sorte de ela ter uma personalidade mais fácil pra absorver… a gente nasce com útero e outros com escroto, tudo feito pra fabricar bebes, mas... não nascemos com senso para educa-los... e tem gente que simplesmente não tem talento pra isso... e mesmo assim tem filhos...
Crianças não são animais selvagens para ser domados, mas são seres sem nenhum senso crítico… ou algum outro senso… querendo descobrir o mundo… e quando você as deixa soltas elas aprendem qualquer coisa... principalmente coisa ruim, que é o que mais tem no mundo.
Mas ela é o retrato da mãe comum, a imagem que eu sempre fugi e muita gente romantiza.
Eu sei que pode soar rude, mas olhar pra esse tipo de mulher me dá mais animação pra estudar, porque é milhões de vezes mais fácil encarar semanas de provas, concursos e entrevistas, do que estar trancada estar presa e limitada a outros seres humanos... conceber filhos é bem fácil, é apenas deixar a natureza acontecer... mas criar eles... eu prefiro levar chuva atravessando a estrada pra chegar em uma empresa do que ficar presa a uma criança...
Por mais dizem que "ter crianças não impeça ninguém a nada", nesse tipo de realidade impede sim… por mais que existam creche, esse tipo de mulher é muito ocupada, tem os filhos, e ainda deve estar trabalhando, porque o salário do marido não é o suficiente, estudos? Ela poderia estudar em outro horário, mas infelizmente uma outra coisa é bem comum…  Ausência do pai… 
É tão clichê o cenário: esse tipo de mulher foi aquela menina na escola que não queria estar lá, mas sim namorar, e ai engravidou, e normalmente é de um cara mais velho, o tempo passa, ela tem que assumir o papel de mãe, mas o cara “foge” do papel de pai, ainda mais se ele for novo quanto ela, ele se sente despreparado, ou pressionado, e ai decidi que não está pronto e vai fugindo dessa realidade, passando mais tempo com os amigos do que com a família, ai quando passa esse tempo com a família, ou é pra fazer mais filhos, ou passa dois segundos com os filhos, e acha que foi demais, e ai precisa dar um tempo
Muitos caras acham que só trabalhar é o suficiente, mesmo que a mulher faça o mesmo, mas eles não sentem necessidade de participar da educação dos filhos, "isso aí é responsabilidade da mulher", eles no máximo dão uns tapas na criança e saem por ai espalhando pros cinco cantos do mundo que são os melhores pais do mundo e o quão difícil isso é
Já a mulher, nova como eu, as vezes sente que precisa fugir dessa realidade também, e as vezes solta a criança com a mãe dela, não para ir estudar, mas sim para ir pra festa, beber,
sentir de que alguma forma esta recompensando a juventude, enquanto os pais delas perdem a aposentadoria pra criar neto, porque se sentem culpados com o que a filha se tornou
Já conversei muitas vezes com mulheres como ela, e para mim é tipo assistir um pesadelo… uns segundos atrás a mulher estava gritando, batendo e quase chorando, e em outro ela está me colocando na parede por descobrir que eu não quero ter filhos.
A "idade de ter filhos"… caramba… é uma das coisas mais romantizadas do mundo, a coisa de fazer novos humanos, como se fosse um feito divino, e a melhor experiência… eles dizem… e ai vem aquela imagem de ilustração de seguro de vida de uma família plena e feliz… Você sabe que isso é uma mentira…
Qualquer perdedor pode querer ter filhos e fazer, não tem um mistério, tenha um homem e mulher que estejam vivos, ter saúde não é necessário, porque uma viciada em craque pode fazer uma ninhada sem dificuldade… Não há nada de especial nisso…
Aquela imagem feliz é possível, mas não é de fácil acesso, e não é um estado permanente, na verdade… é como uma foto, apenas um momento registrado, que não tem o poder de ilustrar uma vida inteira… na verdade, essas fotos em família são tudo fabricadas, aquilo são modelos que nunca se viram na vida, em um ambiente bem iluminado, e depois uma edição pesada, principalmente nas cores, porque os empresários sabem… Que toda pessoa já desejou estar pleno e feliz como “todo mundo diz que é”, mesmo a maioria nunca tenha sentindo isso
Eu (ainda) amo um cara, e já desejei ter aquela imagem feliz com ele… amar alguém não é o suficiente para nada
Um filho te amar, porque você é a única fonte de tudo, não é motivo e nem motivação para ele se comportar, ele nem se quer entender o que está fazendo, ele nem sabe o que é ter que colaborar… Crianças obedecem porque alguém as convenceu que o contrário é errado, não que elas pensem que é errado por consciência, eles ainda não têm isso
Ai aquela imagem sofrida da mulher que quer fugir é basicamente natural, quando uma adolescente engravida… já vejo isso nos próximos anos… e elas desconfiam, mas preferem acredita naquela foto editada, assim como alguém fazendo dieta, olhando pra fotos inspiracionais mas… Comendo feito um mamute
E a pessoa tem coragem de dizer pra mim que ser mãe é a melhor coisa do mundo, enquanto tenta segurar um filho enquanto o outro já está em perigo, que eu estou errada em não querer, enquanto um começa chorar, e que um dia eu vou saber, e ai usa um tom de castigo, que deseja que alguém me engravide pra eu sentir esse amor que ela sente todo dia… ai eu olho pra esse cenário… é como um enorme anticoncepcional 
Você acha legal ser mãe sendo pobre nesse pais? Com a saúde vergonhosa na qual você tem que esperar o dia todo pra ser atendido por alguém mal humorado e que muitas vezes faz um trabalho mal jeito e com pouco vontade? Com uma educação que parece que estão jogando crianças na selva pra que elas sobrevivam por conta própria? E sem ter perspectiva de um futuro diferente?
Não moça, eu não quero por um ser humano no mundo para sofrer comigo, eu to lutando pra um futuro melhor pra mim, porque eu atualmente só tenho projetos que podem vir a falhar, e não quero alguém pra cair comigo, eu não quero ouvir alguém chorar o dia todo porque eu não tenho capacidade pra cessar a dor que a criatura nem entende
E digo pra qualquer menina que venha falar disso comigo... não tenha filhos... esqueça isso... foca em você... porque os próximos anos vão ser sombrios, é melhor saber cair, e sozinha...
Escrevi isso em um posto de saúde pública, enquanto morria de dor, e uma criança tentava arrancar o meu chinelo, e a mãe dela estava gritando com a outra criança... pois é...

15 comentários:

  1. O gif no final kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    As vezes eu acho que as pessoas só tem filhos por conta de um tipo de obrigação social, pensamento bem de manada mesmo, eu desde criança ja sabia que isso não é pra mim (e o que apareceu de gente tentando me provar a todo custo o contrario não foi pouco) e pior é quando a criança não conhece limite e não só vira um monstrinho barulhento mas um adulto cheio de si que se ouvir um "não" ou se não abaixarem a cabeça pra eles, eles SURTAM (eu conheço varios assim, que se não tem as coisas do jeito que eles querem é um salve-se quem puder), eu tambem sei de gente que estudou comigo que era bem assim e hoje ta ai com filho que nem deve saber cuidar direito, casamento não deu certo, emprego ruim, ou que só deu cria pra ter quem limpe a bunda deles quando tiverem velhos e definhando numa cama, me sinto até um pouco menos fracassada

    (a ultima coisa que eu quero é trazer uma criança pra esse mundo, lidar com comentarios nojentos da familia e dar pra eles outro bode expiatório ou risco de se tornar alguem ruim, fora que eu não tenho psicologico pra lidar com um aborto espontaneo ou um bebe deformado com alguma sindrome ou autista ou alguma coisa do tipo, e pra completar eu tenho problema que se eu quisesse engravidar eu ia ter que fazer tratamento pra isso e ah ta que eu vou gastar dinheiro com isso kkkkk ja basta tudo o que eu fui privada de fazer)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, as pessoas se acham as modernas, exemplo de civilidade, mas ainda mantém pensamentos retrógrados como ter filhos para "manter a espécie" ou "continuar a linhagem" ou "deixar descendentes"... pra mim pensamento a frente é isso, reconhecer que não dá e poupar uma vida (que nem existe) de sofrer nesse mundinho

      Excluir
  2. Hahaha esse post me resumiu
    Todas minhas ex colegas da escola já com dois filhos pra criar aos 19 anos.
    Eu me pergunto se eu estou atrasada na vida, porque não tenho namorado nem filho...Sei lá kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu vou fazer 23 esse ano e também não tenho nada ainda... but... olhando pra frente, analisando as pessoas acima de 25... cara... nada dura... esses relacionamentos de escola, seja amizade, namoro e etc, não sobrevivem a vida adulta, porque as pessoas mudam de ideia... muitos casalzinho chegam até a morar juntos depois que saem da escola, fazem planos, tem filhos... e acaba tudinho... mas criança não dá pra enfiar de volta, e não devolve a conta de desgaste emocional... é bom viver, respirar, e quando chegar a hora certa e conhecer as pessoas certas, deixar rola naturalmente ehhehehe

      Excluir
  3. Eu adoraria ter um filho (escolhi até o nome do coitado uashas), mas não agora... e eu tenho muito medo de não educa-lo, de ser a garota que você citou no post, porque pra mim é você estar presa e seguir com a vida. Tem muito disso na minha família também. Minha tia não leva a própria mãe por causa dos "filhos", ou seja, quer dizer que ela vai culpar os filhos se não fazer algo na vida? Eu sinto que não estou preparada pra isso também, vou falar até com meu mozão. q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, reconhecer que não está preparada é um sinal de maturidade, e não deixa isso acontecer agora, porque filho da pra fazer em qualquer momento (até depois da menopausa com tratamento, tem adoção também, tem um monte de meio), tudo bem fantasiar, e eu que fantasio com casamento na frente da praia e nem tenho um fedido?... quando chegar a hora, que tudo tiver calmo e certo, você vai saber que é a hora de parir heheheh

      Excluir
  4. Esse post me define.
    Minha mãe fica de cara até hoje quando digo que não quero filhos, e digo isso desde que tenho quinze anos. Antes disso eu dizia que aos vinte casaria, aos vinte e três teria o primeiro filho e aos vinte e cinco teria o segundo, mas isso porque minha avó enchia minha cabeça falando que eu devia ter filhos logo (isso porque menstruei antes dos dez anos), nisso crescendo com uma vizinha que tinha seis filhos e tinha que trabalhar pra sustentar todos, e criando todos sem pai, então eu via que era bem complicado. Até que cheguei a idade de entender as coisas por mim mesma e vi que crianças não eram pra mim (gatos são, gatos foverever kkkk), mas até hoje minha mãe diz que isso vai mudar, que quando eu amar alguém minha cabeça vai mudar, mesmo que eu deixe claro todos os motivos pelos quais não quero ter filhos (o mundo já está sobrecarregado, por que sobrecarregá-lo ainda mais?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a gente luta contra tradições e costumes diariamente, as pessoas costumam fingir que esquecem a parte ruim quando vão dar conselhos pra outras pessoas pra manter elas na mesma merda, só pra não ficarem sozinhas nisso, ou sentir que algum parente delas não está seguindo o que todo mundo faz (e ser a diferentona)... se você perguntar pra sua vizinha como ta a vida, ela vai reclamar e dizer que ta dificil, mas se você dizer que não quer o mesmo que o dela... ai ela vai se ofender e dizer (de repente) que é a melhor coisa do mundo... muita gente faz isso
      quantas vezes eu tava numa roda de conversa de mulher adultas reclamando de quão difícil é ser mãe, e ai eu solto que não quero ter filhos e de repente tudo vira mil maravilhas e que eu q sou errada por não querer isso?
      Tem coisas que a gente tem que seguir o nosso instinto, ver o que os nossos olhos veem e não o que os outros dizem... porque se for pelos outros... a gente nem teria saído das cavernas... :/ por isso, siga os seus instintos, você sabe o que ta vendo

      Excluir
    2. Isso quando no fim do discurso "ser mãe é maravilhoso" elas não lançam "toda mulher nasce com instinto materno, ele só não aflorou em você ainda "

      Excluir
    3. hehehehhehe
      mai eu vejo mais aflorar o estresse, a desilusão e a sobrecarga nas mulier que tem filho, ué, CADE? NÃO ERA PRA SER DIFERENTE?

      Excluir
  5. Penso igual a você, Cecy. Muitos não pensam o quão complexo é criar um indivíduo, pois envolve muitas coisas. As pessoas poderiam ter uma visão mais profunda sobre a vida, parece que sempre enxergam as coisas de modo fantasioso e romantizado, coisas que não são muito a realidade. Mas a maioria não é assim, pois de deixa levar a utopias ou influências. Esses dias, eu fui num aniversário de uma vizinha, e lá tinha duas garotas próximas da minha idade. Uma, acho que tinha uns 19, estava com uma bebê nos braços. Eu fiquei observando, e ainda era notável o jeito de garota dela, sabe. Uma outra, tinha uns 15, ainda mais nova que eu, e estava grávida. O "pai"? Abandonou a garota. Esse tipo de caso é bem comum.
    Eu observo essas coisas, mas não gosto de julgar, ao mesmo tempo que acho burrice (desculpa se isso soou rude, mas é burrada mesmo). Acho que deveria ter uma consciência maior sobre isso, tipo, ter a ideia de que criar filhos não é só criar e que envolve muitas outras coisas que exigem preparo. Porque, oras, é um ser humano! É um novo ser complexo que está por vir, e o modo como você o cria influencia no que ele será futuramente.

    Eu creio que algum dia serei mãe (talvez). Não gosto de afirmar que eu não vou ter, eu não vou saber das minhas vontades daqui uns 15 anos hauaua. Mas nossa, por agora, é a última coisa que eu penso ahauau.

    Enfim, Cecy, é isso o que eu acho hauaua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, corrigindo meu comentário ahauau quis dizer "burrada" ter filhos muito cedo assim, sabe

      Excluir
    2. Ah, essas adolescentes... elas se deixam cegar pelos namoradinhos, se ferram com o cara, mas aguentam sozinhas... pois é... esse romantismo é irritante, como se tudo fosse apenas aqueles comerciais de margarina, e isso acaba "acalmando" e frustrando esses adolescentes... a maioria vai saver o que arrumou pra cabeça só depois que o bebe nascer...

      Excluir
  6. Eu mesma só vou ter filho se eu tiver boas condições financeiras, justamente pra dar uma educação melhor que eu não pude receber. A própria psicologia afirma que o nascimento de um filho funciona como se vc fizesse uma cópia de si mesmo, pois vc sabe que vc não será eterno, e o filho seria uma continuação do seu Eu. Tudo o que vc construiu, conquistou e criou em vida não será confiscado pelo Estado ou cairá em mãos de um qualquer, será passado para o seu "Novo Eu", como se fosse uma tentativa de vc dizer a si mesmo (a) que toda a sua luta não foi em vão, e que vc continuará existindo por meio da memória e do legado que construiu. Várias religiões e mitologias ressaltam o papel dos vivos reconhecerem os feitos dos antepassados, principalmente a cultura oriental, justamente para vc "honrar" e não jogar tudo o que foi acumulado pelas gerações "pela janela". Além disso isso dá até mais garra para eles fazerem o melhor que podem em vida, justamente para as próximas gerações serem mais evoluidas que eles. Deve ser por isso que eles são até mt mais evoluidos (tecnologicamente, financeiramente, etc), do que mts povos de países subdesenvolvidos que não sabem quem são seus antepassados. A cultura grega tbm ressaltava isso, o rio estige, (rio do esquecimento), era pra onde as almas comuns iam, já os heróis, aqueles que fizeram coisas fantasticas e deixaram um legado, continuavam vivendo por meio da memória (Mnemosine). Acredito que seja um instinto inato que a própria natureza (ou entidade, sei lá), colocou em nós, justamente para não dar fim a espécie, aliando tbm com a evolução por meio das gerações. O problema é que os pobres, por não serem frutos de nenhum legado, não criam nenhum legado em vida (seja economico, histórico, moral, etc), por isso colocam filho no mundo de modo irresponsável, justamente porque não possuem autoestima ou um Ego que os torna capaz de criar um Novo Eu para das conta do que ele criou (que muitss vezes é nada). Já os reis, presidente, donos de empresas, sempre criam uma "nova cópia de si", justamente para dar continuidade a seu legado. Eles jamais vão deixar a empresa deles na mão de qualquer um, sempre será na mão daquele filho que ele criou para ser um 'Alfa', uma versão melhorada de si. Já o pobre, só faz filho pra ser empregados desse alfa, só os pobres espertos que escapam desse destino. Igual no formigueiro: apenas alguns ovos vão ser a nova rainha, ao contrario de milhares de ovos, que vão dar origem as operárias. Minha vó mesma foi a unica de uma familia enorme que não se tornou analfabeta. Minha mãe chegou a escola por incentivo dela, que fez ela sair do sertão e se virar na cidade. Hoje eu tó na faculdade, e meu filho, quem sabe, irá ter doutorado ou pós doc. Demorou várias gerações para chegar até mim, nos meus privilégios acumulados por elas. Agora se ela não tivesse feito isso, pode ser que hj eu estaria no sertão cheio de filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é um ponto de vista bem interessante, sim, sem um legado as próximas gerações continuam boiando se os mesmos não tem personalidade de procurar construir um novo... mas penso eu que é isso que é governo quer... que as pessoas vivam feito um rebanho sem questionar nada, pra que mantenham a pirâmide (que são os governos) e quem ta em cima continue numa boa sugando os lucros dos debaixo

      Excluir

✵ Sou a favor da liberdade de expressão então se expresse como você quiser ✵

❤ Você pode discordar de mim, pode defender sua ideia, mesmo sendo contraria a minha, mas entenda que é meu blog, e eu vou defender minha ideia até o fim. Eu apenas vou recuar caso tenha percebido algum erro ou equivoco meu. Então essa é sua chance, seja claro e aberto. Todos são bem vindo... Menos pessoas sem emocional para lidar com opiniões diferentes e descem a xingamentos e ameaças ❤

☞ Mas evite ser desnecessariamente rude, pois eu respondo os comentários com o mesmo peso da sua, respeito é sempre bom, você pode discordar de mim, eu não sou dona da razão, mas você também não é. Lembre-se, o blog é meu ☜

♛ Evite por spans, se for para vir comentar que seja porque você tem interesse na postagem e não por auto-divulgação ♛

( ͡° ͜ʖ ͡°) Comentários sexualmente explícitos e vulgares são excluídos ʕ・ิɷ・ิʔ

✎ Existe uma opção de receber respostas pelo e-mail evitando ficar visitando meu blog para ver se obteve resposta (e evitar gerar números falsos), o nome é “notifique-me”, as respostas irão para o seu e-mail (para desabilitar ficar recebendo respostas, a opção está no e-mail)

⚛ Isso é um blog de opinião pessoal. Não é "site de noticia", não é propriedade de ong ou empresa comercial, logo não precisa ser imparcial ou seguir alguma regra de alguma empresa ou pessoa privada alheira. Eu sou apenas uma pessoa aleatória, sem importância social, que escreve nas horas vagas ⚛

"EU DISCORDO DO QUE VOCÊ DIZ, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O SEU DIREITO DE DIZÊ-LO" - Voltaire

Mais regras aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...